Moyarte: home
HOME: ir para página inicial  Moyarte no INSTAGRAM  Moyarte no TWITTER  Moyarte no FACEBOOK
contato@moyarte.com.br

Centro de São Paulo

HOME > BIBLIOTECA ONLINE > CINEMA NO CENTRO DE SÃO PAULO

bibliografia sobre o cinema no centro de são paulo
cinelândia paulistana

atualizado em: 21 de junho de 2019

 

Indicações de livros e links com artigos para download sobre a cinelândia paulistana, o cinema no Centro de São Paulo.

livros sobre o centro de são paulo (ano de publicação)

   

 

A relação da sala de cinema com o espaço urbano em São Paulo: do provinciano ao cosmopolita

Paula Freire Santoro
ANPUR
2005

Este trabalho pretende traçar um itinerário (ou evolução) da relação das salas de cinema com o espaço urbano na cidade de São Paulo. Essa proposta nasceu da tentativa de entender a presença de suntuosos edifícios de cinema concentrados na região central e em suas proximidades, que pareciam fornecer pistas sobre um modo de vida diferente do atual, quando o edifício do cinema fazia parte de uma paisagem grandiosa e imponente que parece ter perdido sentido...[+]

 


Ir ao cinema em São Paulo nos anos 20

Sheila Schvarzman
Revista Brasileira de História
2005

As críticas cinematográficas de Octávio Gabus Mendes publicadas na década de 1920 em Cinearte, revista carioca dedicada ao cinema, permitem conhecer o panorama do que era exibido em São Paulo, mas também as aspirações cinematográficas do crítico e os projetos para o cinema brasileiro. Mostram a relação entre as possibilidades de desenvolvimento do cinema brasileiro e as imagens que deveria mostrar do Brasil, e o papel central que as salas de cinema tinham na....[+]

 


SALOES, CIRCOS E CINEMAS DE SAO PAULO

Vicente de Paula Araújo
Perspectiva
1981

Entremeado de farta iconografia, precedido de considerável lastro informativo e adotando o mesmo critério cronológico de sua obra anterior sobre a Bela Época do cinema brasileiro, Vicente de Paula Araújo retrata figuras pouco conhecidas e revela aspectos desconhecidos da chamada idade da pedra do cinema paulistano. Seu autor foi perquirir no registro quotidiano das publicações da época, os acontecimentos políticos, econômicos, religiosos, policiais e esportivos em torno...[+]

 

 


Salas de Cinema e História Urbana de São Paulo (1895-1930)

José Inácio de Melo Souza
Senac
2016

"Salas de cinema e história urbana de São Paulo (1895-1930) - o cinema dos engenheiros" apresenta um vasto panorama sobre os espaços de exibição cinematográfica na cidade de São Paulo, cobrindo todo o ciclo do cinema silencioso. Por meio da documentação custodiada pelo Arquivo Histórico de São Paulo (AHSP- SMC/PMSP), um dos principais acervos históricos da cidade, o autor reconstitui um momento significativo da história do cinema e da memória urbana paulistana do século XX...[+]

 

 


A geografia dos cinemas no lazer paulistano contemporâneo: redes e territorialidades dos cinemas multiplex e de arte

Eduardo Baider Stefani
USP
2009

Equipamentos de lazer e cultura, as salas de cinema, que recentemente voltaram a ser social e midiaticamente discutidas por conta das manifestações populares contrárias ao fechamento do cinema Belas Artes, desempenharam fundamental papel na produção e reprodução do espaço urbano paulistano. Em anos recentes, o mercado exibidor cinematográfico paulistano foi modelado por pelo menos dois equipamentos distintos entre si: os cinemas multiplex, comumente...[+]

 


São Paulo em preto & branco: cinema e sociedade nos anos 50 e 60

Waldir Salvadore
Annablume
2005

Nos anos 50, São Paulo assume a condição de maior metrópole nacional, o grande pólo econômico e cultural do país. É também o momento em que tem início uma produção cinematográfica local minimamente regular, vinculada ao acelerado processo regional de industrialização e urbanização. Os anos 60, numa espécie de contraponto à década anterior, vêem as contradições socioeconômicas se acirrarem, precipitando a crise política que culmina no golpe militar de 1964. Passa-se... [+]

 

 


download gratuito

A relação das salas de cinema com o urbanismo moderno na construção de uma centralidade metropolitana: a Cinelândia Paulistana

Paula Freire Antônio
Polis

O presente artigo apresenta a história da construção de uma centralidade na metrópoleindustrial paulistana, a Cinelândia Paulistana, a partir da relação de suas salas decinema modernas com os projetos e planos urbanísticos modernos de Prestes Maia(Plano de Avenidas, a partir da década de 1930, Prefeito entre 1938-1945)....[+]

 

Uma Breve História das Salas de Cinema na Cidade de São Paulo

José Estevão Favaro
Henny Aguiar Bizarro Rosa Favaro
COMUNICON
2015

Esse artigo apresenta algumas reflexões sobre a evolução das salas de cinema na cidade de São Paulo, e toma como ponto de partida o início do século XX até os dias atuais. Adota como parâmetro o próprio desenvolvimento da cidade e suas influências no crescimento, declínio, modificações de hábitos do paulistano e retomada do crescimento das salas. Aspectos econômicos, culturais, tecnológicos também são fatores importantes que de certa forma impactaram essa...[+]

 


Cine Bijou - Coleção Ópera Urbana

Marcelo Coelho
Cosac & Naify
2012

No momento em que a praça Roosevelt é devolvida aos paulistanos após dois anos de uma grande reforma estrutural que a transformou radicalmente, a Cosac Naify e as Edições SESC SP dão sua contribuição ao resgate deste ícone da região central da cidade com a publicação de Cine Bijou, novo título da coleção Ópera Urbana, escrito pelo jornalista Marcelo Coelho e ilustrado pelo cartunista Caco Galhardo. O papel principal cabe ao Cine Bijou, um pequeno cinema especializado...[+]

 

 


Na cinelândia paulistana

Anatol Rosenfeld
Perspectiva
2002

Anatol Rosenfeld imprimiu marca indelével na vida intelectual paulistana e no debate de idéias no Brasil. Incorporando as mais significativas tendências do pensamento e da crítica literária e artística da Alemanha pré-nazista, deixou um largo acervo de contribuições no campo da filosofia, da estética, das ciências humanas, da literatura e do teatro, marcadas por agudo senso crítico. Nesse contexto também se inserem os seus escritos sobre cinema. Fruto de cuidadoso...[+]

 

 


download gratuito

Inventário dos espaços de sociabilidade cinematográfica da cidade de São Paulo (1895-1929)

José Inácio de Melo Souza
ArquiAmigos - Amigos do Arquivo Histórico de São Paulo

Parte 2 - Parte 3 - Parte 4

"Georges Jean Renouleau, fotógrafo de origem francesa (Bergerac, 7/12/1845), antes de se fixar em São Paulo montou ateliês em Pelotas (1875), Porto Alegre (1878) e Rio de Janeiro (1883-84). Começou a trabalhar na capital paulista a partir de 1885-89, com ateliê fotográfico na rua Direita, 6. Passou depois para a rua Marechal Deodoro, 2 (em 1895, atual 15 de Novembro), cujas instalações se incendiaram acidentalmente; rua General Câmara, 108 (1897), rua Bento Freitas, 7-A (1897), rua Direita, 24 (1898-99) e..." [+]

 

home      moyarte      não-diário      contato