Website de Mônica Yamagawa

ESCULTURAS PÚBLICAS

links para artigos (download gratuito) e indicações de livros sobre o centro de
são paulo

atualizado em: 3 de setembro de 2017

 

home > centro de são paulo > biblioteca online > ESCULTURAS PÚBLICAS

Abaixo, indicações de artigos (download gratuito) e indicações de livros sobre esculturas públicas no Centro de São Paulo.

[+] Livros sobre o Centro de São Paulo (data de publicação)

 

CENTRO DE SÃO PAULO

download gratuito

Operários da memória: artistas escultores do início do século XX e o concurso do monumento Glória Imortal aos Fundadores de São Paulo

Ana Rita Uhle
Anais do Museu Paulista
2015
 

O presente artigo discute a construção do monumento Glória imortal aos fundadores de São Paulo (obra de Amadeu Zani, 1925) e, mais especificamente, o concurso público para escolha da maquete, ocorrido em 1910. O foco da análise é o conjunto de projetos apresentados por escultores paulistas, brasileiros e italianos e toda a conflituosa negociação estabelecida entre a comissão executiva e os artistas, observada por um parecer publicado na primeira década do século XX, que traz o exame crítico dos trabalhos pela comissão julgadora. Os documentos possibilitam ainda reconhecer o savoir-faire de artistas que atuavam na produção de obras públicas no período, o modo como manejam a interpretação de episódios históricos e a sua conversão em imagens. A hierarquia entre os diferentes personagens, seja ele membro da comissão julgadora, historiador ou escultor, não é empecilho para que se operem interferências diversas no projeto vencedor, que são determinantes na concepção final da obra. Há nas fontes analisadas um instigante debate acerca da elaboração de narrativas calcadas em eventos históricos por meio de imagens, ou seja, da representação de personagens históricos, de cenários e de figuras alegóricas que merece ser problematizado. A análise da elaboração de um projeto do monumento Glória Imortal se faz adotando uma perspectiva da história social da arte, mirando o diálogo, as trocas e as negociações que permeiam o objeto de estudo, buscando pensar a obra e a produção dessas imagens como fruto de um processo e de um conjunto de práticas sociais. Palavras-Chave: Escultura; Imagem; Memória; Monumentos escultóricos - São Paulo; Amadeu Zani...[+]

 


Descobrindo São Paulo Com Brecheret

Renata Sant'anna
FM Editorial
2013

São Paulo mostra a trajetória artística de Brecheret, marcada pela vivencia em cidades europeias e pelo contato com outros escultores...[+]

Edição usada disponível nos sebos da
Estante Virtual

 

Em cada canto de São Paulo um encanto de Brecheret

Sandra Brecheret Pellegrinni
Noovha América
2004

Brecheret trabalhou em toda a sua vida com a arte de esculpir produzindo diferentes obras em diferentes tamanhos. Ao iniciar a idealização de uma escultura, esse artista estudava suas dimensões em tamanho consideradas pequeno para depois compor grandes obras que hoje adornam as praças de São Paulo, como veremos retratadas nesse livro. A maior de suas obras é sem dúvida o Monumento às Bandeiras, que levou cerca de 33 anos para ser concluído, além de outras obras de grande porte, como o Monumento a Caxias, que tem cerca de 48 metros de altura. Assim, vamos sentir que preservar essas obras é importante para todos, pois é só dessa maneira que poderemos tê-las e admirá-las no futuro...[+]

 


Monumento a Ramos de Azevedo: do Concurso ao Exílio

Annateresa Fabris
Mercado de Letras
1997

O que motiva a criação de um monumento? Seus significados originários têm condições de permanecer no tempo? A partir destas e de outras interrogações, esta obra traça a história de um símbolo da mentalidade progressista de São Paulo nas décadas de 1920 e 1930, rapidamente convertido em antítese daquela mesma mentalidade e, por isso mesmo, transplantado para um outro local da cidade. As vicissitudes do monumento são analisadas em suas várias etapas: concurso, recepção crítico-ideológica, transtorno causado por sua presença numa artéria central da cidade, remoção e desfuncionalização num contexto diferente do originário...[+]

 


Escultura brasileira da Pinacoteca ao Jardim da Luz

Agnaldo Farias
Pinacoteca do Estado
2000

Fotografias e informações sobre o projeto e aas esculturas a Pinacoteca do Estado expostas no Jardim da Luz...[+]

Edição usada disponível nos sebos da
Estante Virtual

 


Esculturas no Espaço Público em São Paulo

Miriam Escobar
CPA – Consultoria de Projetos e Artes
1998

São Paulo vista através de seus caminhos e os lugares por onde eles passam. Foi assim que a arquiteta Miriam Escobar organizou este seu trabalho em que as esculturas estão dispostas por esses lugares e como que olhando quem passa. Uma referência de coisa viva onde caminho, lugar e escultura afirmam o espaço dos homens como sendo mais do que um fluxo onde não há tempo a perder ou uma operação mecânica a se realizar. Cada objeto anotado fala do que se homenageia e, mais que isto, marca com a sua presença um sentido possível a ser assumido por quem passa e nota.  A experiência transmitida vem dos tempos de criança, de andanças primeiras por esta cidade que muda tanto. Traz o envolvimento e a sedução de olhos encantados que tudo registram. Vem daí a satisfação imensa que estes registros fotografados provocam. É um olhar de afetividades profundas que procura tudo mostrar, mas que não interfere em nada. É a cidade sempre presente pelos gradis de proteção, pelos carros, pelas gramas e plantas do jardim. As localizações em plantas gráficas vão informando onde se...[+]  

Edição usada disponível na
Estante Virtual

 


Disponível para pré-visualização parcial no Google Books

 

Alem dos Mapas - os Monumentos no Imaginario Urbano Contemporaneo

Cristina Freire
Annablume
1997

Com este livro, Cristina Freire contribui para desvendar o quanto da cidade está em nós e o quanto de nós perde-se na pátina que vai se depositando nas paredes dos prédios, na imperceptível maceração que os nossos passos impõem nas calçadas de pedras. Seu objeto de estudo é a análise de dois monumentos da cidade de São Paulo, o monumento a Ramos de Azevedo e o prédio do monumento MASP. Utilizando-os como exemplo, ela lança sobre esta malha geométrica e previsível do traçado urbano uma outra malha cujo desenho plasma-se em ruas, prédios e monumentos, que guardam dentro de si a lembrança de um tempo anterior e que são capazes de alimentar a memória da percepção...[+]

 

FUNDICAO ARTISTICA NO BRASIL

SESI-SP
2013

A exposição Fundição Artística no Brasil teve o intuito de resgatar a importância da preservação do patrimônio cultural do nosso país, com foco na tecnologia de fundição artística, restauro de obras de arte e na educação de jovens profissionais. Apresentou uma cronologia do processo tecnológico da fundição artística conhecido como cera perdida , que chegou ao Brasil no século XVIII e passou as últimas décadas praticamente esquecido. Compuseram a exposição obras cedidas por importantes acervos culturais do Brasil, como a Pinacoteca do Estado de São Paulo, além de trabalhos desenvolvidos por professores, alunos e técnicos da Escola SENAI Nadir Dias de Figueiredo, em Osasco (SP)...[+]

 


Arte Urbana: São Paulo, região central (1945-1998) : obras caráter temporário e permamente

Vera Maria Pallamin
Annablume
2000

Arte urbana, de Vera Pallamin, está organizado em texto e CD. O texto trata da conceituação sobre arte urbana e processos de estetização contemporâneos, sintetizando uma reflexão sobre práticas artísticas e suas relações com as transformações qualitativas dos espaços públicos. O CD, que porta propriamente o conteúdo intitulado deste trabalho, foi concebido de modo a propiciar o cruzamento de três eixos referenciais: referências urbanas, referências artísticas e autores/obras... [+]

 


home      moyarte      não-diário      contato