Texto e Fotografias de Mônica Yamagawa


centro de são paulo


história da arte


mundo digital


patrimônio cultural

Projeto Casa do Chile

Em 2010, um projeto para a edificação foi apresentado, ganhando o PRÊMIO CARLOS MILLAN - Melhor Projeto em todas categorias - Premiação IAB SP 2010, IAB SP. A ideia era transformar o espaço na Casa do Chile - A Cultura chilena no centro de São Paulo:

"(...) Mais, uma oportunidade dada por um imóvel tombado, com implantação tradicional, que alinha a rua, e que reserva no interior do lote um quintal, vestígio do crescimento e ocupação da cidade, indicava um caminho a ser perseguido.

Desde logo se definia um partido: integrar esse quintal à rua, permitindo uma fruição, física e visual, aos cidadãos: a cidade entra no lote.

A fachada e o volume do edifício de 1892 deveriam ser preservados. Assim, o projeto seguiu por um caminho de desenho de seus vazios internos, horizontais e verticais, definindo os percursos dos olhares e da luz.

Para isto, utilizaram-se dos pátios existentes, definidores do volume do edifício, para o desenho destes vazios, como grandes poços de luz. A materialidade e o aspecto geral do edifício, que denunciam o acúmulo do tempo, são preservados. Uma nova estrutura metálica é proposta, integrando-se ao conjunto existente, e por vezes, suspendendo as antigas alvenarias para liberar o saguão no térreo.

O programa foi distribuído no entorno dos novos vazios..."

Para ler o texto na íntegra, e saber mais sobre seus autores, clique aqui.

 

 

Veja outras imagens do projeto, no site da Figueroa Arq.

 

BENS CULTURAIS ARQUITETÔNICOS NO MUNICÍPIO E NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO. São Paulo: SNM – Secretaria de Estado dos Negócios Metropolitanos, EMPLASA – Empresa Metropolitana de Planejamento da Grande São Paulo S/A e SEMPLA – Secretaria Municipal de Planejamento, 1984.BENS CULTURAIS ARQUITETÔNICOS NO MUNICÍPIO E NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

São Paulo: SNM – Secretaria de Estado dos Negócios Metropolitanos
EMPLASA – Empresa Metropolitana de Planejamento da Grande São Paulo S/A
SEMPLA – Secretaria Municipal de Planejamento
1984

 

Edição usada disponível na Estante Virtual

 


Arquitetura Italiana Em São Paulo

Anita Salmoni
Emma Debenedetti
Perspectiva
2007

Acompanha a produção de um espaço urbano, a qual se distingue por sua característica coletiva e se deve ao conjunto anônimo de imigrantes, marco inicial do processo, até a obra contemporânea, assinada individualmente por arquitetos de mesma extração...[+]

 

CENTRO DE SÃO PAULO

ANTIGA RESIDÊNCIA DE

EULÁLIO DA COSTA

rua florêncio de abreu, 217 e 223

atualizado em: 10 de janeiro de 2017

 

home > centro de são paulo > ANTIGA RESIDÊNCIA DE EULÁLIO DA COSTA

Datada de 1891, a edificação foi projetada por Luigi Pucci, em estilo neoclássico vinholesco. Serviu de residência para o Dr. Eulálio da Costa. Nas pesquisas de Anita Salmoni e Emma Debenedetti, originalmente publicada na década de 1950, sobre os arquitetos italianos em São Paulo, há uma descrição do interior da edificação (o trecho abaixo foi extraído da edição de 2007):

"O Dr. Eulálio da Costa encarregou Pucci do projeto e da construção de um prédio à Rua Florêncio de Abreu, que, juntamente com a Rua Brigadeiro Tobias, começava a abrigar as mais elegantes residências da cidade.

O prédio que existe aidna totalmente, que data de 1891 segundo os documentos do Arquivo Histórico, notamos um cuidadoso estudo de proproções e uma sóbria elegãncia. No primeiro andar, em falsa bossagem as portas com arquitrave são coroadas por frisos de flores e frutas característicos do século XV. O andar nobre com amlo balcão, e o terceiro andar, tipicamente neoclássicos, apresentam arcos com vários perfis e coluninhas coríntias bem harmonizadas com a austeridade da fachada."

[DEBENEDETTI, Emma, SALMONI, Anita. Arquitetura italiana em São Paulo. São Paulo: Perspectiva, 2007, p.49.]

Em 1895 foi adquirida pela Fazenda do Estado e foi utilizada como sede da Diretoria de Serviço Sanitário e Laboratório Farmacêutico do Estado, segundo artigo publicado pelo Diário de São Paulo (2/set/2013). No século XX, funcionou no local a sede da 1a. Delegacia de Polícia, desativada em 1970.

Em janeiro de 2017 (fotografia), a edificação encontrava-se abandonada, grande parte destruída, aparentemente, restando somente a fachada e mesmo essa, em situação de ruínas, porém, com seus detalhes resistindo ao tempo e ao descaso.

Em 1991, foi aberto o processo de tombamento municipal - Resolução no.11/91. Confirmação do tombamento na Resolução n.37/92.

Em 2010, o DECRETO Nº 55.987, DE 2 DE JULHO DE 2010, informava os seguintes dados:

"GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO
Conselho do Patrimônio Imobiliário
Secretaria Técnica e Executiva

DECRETO Nº 55.987, DE 2 DE JULHO DE 2010

Transfere da administração da Secretaria de Desenvolvimento para a da Secretaria dos Transportes, o imóvel que especifica

ALBERTO GOLDMAN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e a vista da manifestação do Conselho do Patrimônio Imobiliário,

Decreta:
Artigo 1º - Fica transferido da administração da Secretaria de Desenvolvimento para a da Secretaria dos Transportes, um imóvel localizado na Rua Florêncio de Abreu, nº 217/223, Centro, nesta Capital, com 863,00m² (oitocentos e sessenta e três metros quadrados) de terreno e 1.560,00m² (um mil, quinhentos e sessenta metros quadrados) de área construída, cadastrado no SGI sob o nº 11.766, conforme identificado nos autos do processo DH-185/2010-ST.
Parágrafo único - O imóvel de que trata o “caput” deste artigo, destinar-se-á à instalação do Departamento Hidroviário, da Secretaria dos Transportes.
Artigo 2º - Este decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Palácio dos Bandeirantes, 2 de julho de 2010 ALBERTO GOLDMAN Mauro Guilherme Jardim Arce Secretário dos Transportes Luiz Antonio Guimarães Marrey Secretário-Chefe da Casa Civil Publicado na Casa Civil, aos 2 de julho de 2010."

Posteriormente, em 2013, no site do CRECI - Conselho Regional de Corretores de Imóveis, é publicado uma pequena nota sobre a colocação para a venda da edificação:

"O Estado de São Paulo colocou à venda por meio da Concorrência SPDR/G.S – C.P.I nº 001/2013 imóvel à Rua Florêncio de Abreu, nºs 217/223, Centro, SP; - Terreno de 862,75 m²; Área construída de 1.560,00 m²; - Boa localização e existência de comércio local; Valor Mínimo: R$ 3.025.000,00. Data e Horário: 26/03/2013 às 10:00 horas. A íntegra do Edital poderá ser obtida nos sites: www.planejamento.sp.gov.br e www.e -negociospublicos.com.br ou na Sede da Secretaria de Economia e Planejamento situada na Alameda Jaú, nº 389, 3º andar, Bairro Jardim Paulista, São Paulo – SP."

O edital de licitação para venda do imóvel:

"EDITAL DE LICITAÇÃO
Venda de Imóvel à Rua Florêncio de Abreu 217 e 223

O Estado de São Paulo, por intermédio da Comissão Especial de Licitação da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional, torna público, para conhecimento dos interessados, que se acha aberta licitação na modalidade de CONCORRÊNCIA do tipo MAIOR OFERTA não inferior ao preço mínimo divulgado, para venda do imóvel localizado na Rua Florêncio de Abreu, nº 217/223, Centro, nesta Capital.

Descrição do Imóvel 

O prédio de três pavimentos está localizado num terreno com 863,00m² (oitocentos e sessenta e três metros quadrados) e tem 1.560,00m² (um mil, quinhentos e sessenta metros quadrados) de área construída. 

Trata-se de um prédio de sobrado com três pavimentos, edificados em terreno foreiro ao Mosteiro de São Bento desta cidade, construído em 1892 com um pavimento térreo e dois pavimentos superiores, edificado em pedras no embasamento e alvenaria de tijolos, com cobertura em telhas de barro sobre estrutura em madeira, possuindo fachada em esboço com pintura a base de látex com área total construída de aproximadamente 1.560,00m2. O imóvel encontra-se desocupado.

O imóvel foi objeto de tombamento, pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo, sendo determinada a preservação das suas características externas. (Nível de Proteção 3)

 Licitação

O valor mínimo a ser oferecido pelo imóvel é de R$ 3.025.000,00 (três milhões vinte e cinco mil reais) conforme o laudo de avaliação elaborado pela Companhia Paulista de Obras e Serviços - CPOS, datado de 21/08/12.

Os envelopes contendo, respectivamente, os documentos para HABILITAÇÃO e a PROPOSTA, deverão ser entregues até o dia 25/03/2013,às 16 horas, no protocolo da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional, na Alameda Jaú, nº 389.

O Edital poderá ser consultado, pelos interessados, no site www.e-negociospublicos.com.br, e no site www.planejamento.sp.gov.br, a partir do dia 20/02/2013 até o dia 25/03/2013, ou na Diretoria de Finanças e Contratos - DFC situada na Alameda Jaú, nº 389 / 3º andar – Jardim Paulista, nesta Capital.

As dúvidas referentes a este Edital deverão ser apresentadas, nos dias e horários de expediente, na Diretoria de Finanças e Contratos, situada na Alameda Jaú, 389, 3º andar, Jardim Paulista, nesta Capital, ou pelo e-mail comissaodelicitacao@planejamento.sp.gov.br, devendo ser mencionando sempre o número desta CONCORRÊNCIA e seu objeto."

Em 2014, no Diário Oficial do Estado de São Paulo:

"Processo 73526/2014 Interessado: Liu Chi Yun

Deliberação: O Egrégio Colegiado deliberou aprovar, por unanimidade, o projeto de pequenas reformas sem aumento de área em imóvel situado à Rua Florêncio de Abreu, 217/223, nesta Capital. Esta autorização não isenta o interessado de obter aprovação de seu projeto nos demais órgãos competentes."

Em janeiro de 2015, no Diário Oficial de São Paulo:

"Processo 73526

Interessado: LIU CHI YUN

Referente ao imóvel localizado na Rua FLORÊNCIO DE ABREU, 217/223, SÉ, SÃO PAULO - SP

Comunique-se - Para prosseguimento da instrução deverão ser apresentadas três cópias assinadas do memorial descritivo dos serviços - e reformas, se for o caso - a serem executados, devidamente assinadas pelo responsável técnico."

Em junho de 2015, com base na informação do Diário Oficial de São Paulo, o novo proprietário não conseguiu aprovação do CONPRESP para alteração da fachada:

"2015-0.000.987-0 LIU CHI YUN

INDEFERIDO

EM SUA 610 REUNIAO ORDINARIA DE 09 DE JUNHO DE 2015, O COLEGIADO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PRESERVACAO DO PATRIMONIO HISTORICO, CUL TURAL E AMBIENTAL DA CIDADE DE SAO PAULO - CONPRESP, COM BASE NO PARECER TECNICO DO DEPARTAMENTO DO PATRIMONIO HISTORICO E ACOLHEN DO O RELATORIO DO CONSELHEIRO RELATOR, MANIFESTOU-SE CONTRARIAMEN TE AO PEDIDO DE REFORMA COM RESTAURACAO DE FACHADA, NO IMOVEL SIT UADO A RUA FLORENCIO DE ABREU, 217 E 223 - SE, POR NAO ATENDIMEN TO AO COMUNIQUE-SE. INFORMAMOS QUE FICA ABERTO PRAZO LEGAL DE QUINZE DIAS CORRIDOS, A CONTAR DA PUBLICACAO NO DIARIO OFICIAL, PARA AVENTUAL INTERPOSICAO DE RECURSO DIRIGIDO AO CONPRESP."

Em 14 de junho de 2016, no Diário Oficial de São Paulo:

"2015-0.203.798-6 LIU CHI YUN
DEFERIDO
COM BASE NO DISPOSTO NOS ARTIGOS 18 E 21 DA LEI N. 10.032, DE 27 DE DEZEMBRO DE 1985, E TENDO EM VISTA O PARECER TECNICO EMITIDO PELA DIVISAO DE PRESERVACAO, A DIRETORIA DO DEPARTAMENTO DO PATRIMONIO HISTORICO AUTORIZA O PEDIDO DE REFORMA/OBRAS EMERGENCIAIS DE EDIFICIO COM RESTAURACAO DE FACHADA, EM IMOVEL SITUADO A RUA FLO RENCIO DE ABREU, NS. 217 E 223, DE ACORDO COM O PROJETO APRESENTA DO, JUNTADO SOB FOLHAS DE N 110 A 121. SALIENTAMOS QUE DEVERA SER ATENDIDA TODA A LEGISLACAO EDILICIA INCIDENTE, BEM COMO SEREM CONSULTADOS OS ORGAOS DE PRESERVACAO ESTADUAL E FEDERAL.
I. O INTER ESSADO TERA PRAZO DE 30(TRINTA) DIAS PARA RETIRAR O(S) DOCUMENTO (S) APRESENTADO(S), APOS O QUE O PROCESSO SERA ARQUIVADO."

 

Dados técnicos da edificação

Número de pavimentos: três.

Técnica construtiva: alvenaria de tijolos.

 

home      moyarte      não-diário      contato