Texto e Fotografias de Mônica Yamagawa


centro de são paulo


história da arte


mundo digital


patrimônio cultural

CAPITAL - SAO PAULO E SEU PATRIMONIO ARQUITETONICO

Juan Esteves
Antonio Carlos Abdalla
Imesp
2013

'A Secretaria de Estado da cultura de São Paulo tem imensa satisfação em apoiar a reedição do livro 'Capital - São Paulo e seu patrimônio arquitetônico, de Juan Esteves. Com curadoria de Antonio Carlos Abdalla, o conjunto de fotografias selecionadas oferece um amplo panorama da diversidade de edifícios de distintas naturezas que marcaram a capital paulista ao longo de sua história, especialmente os últimos 100 anos. Colocado em evidência no magistral registro de Juan Esteves, o patrimônio arqutetônico paulistano pode aqui ser apreciado nos detalhes que acabam por ficar invisíveis em meio à agitação cotidiana da metrópole. Ao dar merecida visibilidade aos edifícios retratados, esta publicação ajuda a sensibilizar para a necessidade de preservação desse patrimônio, uma importantíssima e difícil tarefa, que precisava envolver toda a sociedade.' - Marcelo Mattos Araujo...[+]

 


BENS CULTURAIS ARQUITETÔNICOS NO MUNICÍPIO E NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO. São Paulo: SNM – Secretaria de Estado dos Negócios Metropolitanos, EMPLASA – Empresa Metropolitana de Planejamento da Grande São Paulo S/A e SEMPLA – Secretaria Municipal de Planejamento, 1984.BENS CULTURAIS ARQUITETÔNICOS NO MUNICÍPIO E NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

São Paulo: SNM – Secretaria de Estado dos Negócios Metropolitanos
EMPLASA – Empresa Metropolitana de Planejamento da Grande São Paulo S/A
SEMPLA – Secretaria Municipal de Planejamento
1984

 

Edição usada disponível na Estante Virtual

 


São Paulo: Cidade e Arquitetura - Um Guia

Jorge Bassani
Francisco Zorzete Editora
2014

O Guia apresenta um panorama da arquitetura produzida em São Paulo, desde os significativos remanescentes da vila colonial até os colossais arranha-céus contemporâneos. Para tanto, um grupo formado por arquitetos e pesquisadores fez o levantamento, identificação e catalogação de cerca de 280 obras arquitetônicas da capital paulista. Pioneiro em sua essência, o guia é dividido em cinco capítulos, em função das grandes mudanças ocorridas e as novas condições urbanas de cada período. Textos, imagens e mapas revelam a sobreposição das infraestruturas e estilos, prestam-se a facilitar a chegada e a visitação em percursos e a fruição das obras na paisagem e no uso da cidade...[+]

 


ARQUIVO HISTORICO DE SAO PAULO

Eudes Campos
Imesp
2011

Seleção de manuscritos, mapas, plantas, desenhos técnicos e fotografias, escolhidos dentre os mais de 4 milhões de itens pertencentes ao acervo do 'Arquivo Histórico de São Paulo', este livro busca compor um mosaico da história da cidade e ressalta a importância da conservação deste patrimônio diante dos desafios de compreensão do seu futuro...[+]

 

CENTRO DE SÃO PAULO

EDIFICAÇÃO DO

QUADRILÁTERO DA SÉ

rua floriano peixoto, 54/64
rua roberto simonsen, 97/101
rua wenceslau brás, 61/67

atualizado em: 30 de setembro de 2016

 

home > centro de são paulo > EDIFICAÇÃO DO QUADRILÁTERO DA SÉ

A Caixa Econômica Federal é proprietária de 90% dos imóveis (alguns de valor histórico), na área conhecida como "Quadrilátero da Sé". Algumas dessas edificações possuem fachadas protegidas pelo órgão municipal de proteção ao patrimônio arquitetônico (CONPRESP). Segundo o site da CEF,

"pela obsolescência ou inadequação arquitetônica, os prédios são impróprios para a utilização por escritórios modernos, motivo pelo qual têm pouca atratividade comercial. Estão sendo estudadas possibilidades de reciclagem da área, com a recuperação dos imóveis para funcionamento de instalações da CAIXA e de atividades culturais e de dois prédios para uso residencial."

Em 2004, a Caixa Econômica Federal, para as comemorações do aniversário de 450 anos de São Paulo, entregou as fachadas restauradas, dessa edificação, localizadas entre as Ruas Wenceslau Brás, Roberto Simonsen e Floriano Peixoto, nas proximidades do Solar da Marquesa e da Casa Número 1: 

"O projeto de revitalização do quadrilátero envolve, ainda, a recuperação dos edifícios da rua Floriano Peixoto, 54/64 (construído em 1897), Roberto Simonsen, 97/101 e 85/89, e Wenceslau Brás 61/67, construídos nos primeiros 25 anos do século passado.

Ligando as construções, será criada uma praça interna para circulação de pedestres. No total, o complexo cultural (são nove prédios e um estacionamento) terá cerca de 4.000 m² de área. As obras estarão concluídas até 2005, com um investimento total de R$ 20 milhões."

Essa edificação, abrigou, no passado, a primeira policlínica da cidade. Segundo informações divulgadas pela Caixa Econômica Federal, em 2004:

"Os próximos passos do projeto prevêem ainda a expansão do edifício da Praça da Sé, 111, para concentração de várias áreas operacionais da CAIXA em um único local; a recuperação dos edifícios da Roberto Simonsen 85/89, Floriano Peixoto 54/64, e Wenceslau Brás 61/67. Com o projeto, todo o local terá um novo aspecto. Abrigará o novo Conjunto Cultural da CAIXA em São Paulo, com museu, teatro, galeria de arte e áreas de convivência; além de um edifício residencial que será erguido no endereço, dentro do Programa de Arrendamento Residencial - PAR, como forma de atender às diversas demandas por moradia no centro da cidade. Ligando as construções, será criada uma praça interna para circulação de pedestres. No total, o complexo cultural terá cerca de 4 mil m² de área e até 2005 todas as obras estarão concluídas, com um investimento de R$ 20 milhões."

As construções que compõe o Quadrilátero da Sé são:

  • Rua Roberto Simonsen, 97/101: Considerada uma das belas construções do centro histórico, abrigará o Museu da Caixa.

  • Rua Floriano Peixoto, 40/44 e 48/50: Está prevista a demolição dos prédios e a construção de edifício comercial no local.

  • Rua Floriano Peixoto, 54/64: Terá a fachada restaurada. No local, serão construídos um teatro para 200 pessoas, anfiteatro com 60 lugares e salão permanente de exposições.

  • Rua Roberto Simonsen, 85/89: Construção de empreendimento habitacional, decorrente de reforma com 8 a 12 unidades habitacionais, e térreo de uso institucional.

  • Rua Wenceslau Brás - terreno: Fará parte do Conjunto Cultural da Caixa.

 

Dados técnicos da edificação

Número de Pavimento: três.

Técnica Construtiva: alvenaria de tijolos.

Histórico: Construído pela Sociedade de Medicina e Cirurgia de São Paulo, fundada em 1895. No prédio funcionou, durante anos, a Policlínica da sociedade.

 

Conpresp

Trechos do documento de tombamento, referentes a edificação:

DECRETO Nº 19.835, DE 10 DE JULHO DE 1984

II – Nível de preservação 2(P2) : para edifícios cuja arquitetura externa deva ser preservada, admitidos os reparos externos relacionados no item I, podendo ser objeto de reformas internas compatíveis com a preservação externa;

Z8-200-002

3. Edifícios classificados como P2:

b) rua Roberto Simonsen, n°s
13, 17, 25 e 31 (S2, Q73, L2);
85 e 89, (S2, Q68, L7);
97 e 101, (S2, Q68, L6);
109 e 119, (S2, Q68, L5) e rua Floriano Peixoto n°s 54, 60 e 64;
94 e 98, (S2, Q59, L47);

home      moyarte      não-diário      contato