www.moyarte.com.br

Texto e Fotografias de
Mônica Yamagawa

contato@moyarte.com.br


centro de são paulo


história da arte


mundo digital


patrimônio cultural

NÃO-DIÁRIO

SÉRIES E MINISSÉRIES

oportunidades para tradutores e editoras

atualizado em: 10 de agosto de 2016

 

home > não-diário > Séries e Minisséries: oportunidades para tradutores e editoras

Não tenho muitas informações sobre o mercado para tradutores, se há muitos profissionais para poucas vagas ou se a remuneração para esse trabalho é (ou não) atraente no Brasil. Meu texto parte do ponto de vista do leitor-espectador que curte livros, séries e minisséries de televisão e que observa um nicho de mercado ainda não explorado: a de publicações para fãs de séries que buscam pela obra original, para saber mais sobre seus personagens favoritos.

 

O sucesso da série Sherlock (BBC) ampliou as opções de títulos sobre o personagem de Arthur Conan Doyle

Com o sucesso de Sherlock (série da BBC), novas publicações, ou melhor, novas edições sobre o detetive de Arthur Conan Doyle apareceram no mercado. Basta acessar, por exemplo, a página da Livraria Cultura, digitar "Sherlock" na caixa de busca e filtrar pelas opções em português (clique aqui, para ver os títulos disponíveis). É possível ver que muitos lançamentos são recentes, alguns aproveitam as imagens dos atores Martin Freeman e Benedict Cumberbatch em suas capas (Watson e Sherlock, respectivamente), para atrair os fãs da série britânica. Tudo indica que o sucesso da série influenciou o mercado editorial, ampliando o interesse pelas obras relacionadas ao famoso detetive.

 

Não há traduções em português das obras "Bleak House" e "Little Dorrit", de Charles Dickens, que foram transformadas em minisséries pela BBC

No entanto, acredito que ainda há muitas oportunidades não exploradas nesse grupo de obras adaptadas para televisão, por exemplo, anos atrás, a BBC lançou as minisséries"Bleak House" e "Little Dorrit", ambas, baseadas nas obras de Charles Dickens, porém, as obras literárias, as traduções para o português, estão disponíveis apenas em sebos: "A Casa Sorturna", é uma edição da década de 1980, e no caso de "A Pequena Dorrit", há apenas uma versão da década de 1960 (Edições Paulinas) e outra, da Bruguera, que são infanto-juvenis, ou seja, um resumo da obra original (esta última, da Editora Bruguera, não sei mais detalhes sobre a data de publicação).

Com as possibilidades do livro digital, com custo menor que a versão impressa, eu me pergunto porque há tantas versões em português de "Grandes Esperanças" e "Contos de Natal" e nenhuma opção em português, para as obras acima mencionadas. Ao mesmo tempo, há editoras-sites que oferecem a possibilidade de publicação independente, onde o autor não é remunerado pelo trabalho de criação do livro (nesse caso, pelo trabalho de tradução), mas, tem acesso livre ao programa para transferir a obra de um editor de texto para a versão e-Pub (ou o uso do software, sem custos, já destinado para a criação do arquivo e-Pub); nesses casos, o lucro da venda das obras é divido entre editora e autor/tradutor (geralmente, porcentagens maiores que as do pagamentos de direitos autorais). É claro que é muito mais seguro (e confortável) ser contratado e receber para executar a tradução, sem depender exclusivamente da venda do produto final, porém, por outro lado, não seria uma oportunidade para novos tradutores, para quem quer entrar nesse mercado, mas, que não possui experiência, um currículo de traduções realizadas? Fazer sua própria tradução de um clássico pode servir para o currículo, assim como, dependendo do número de interessados a remuneração financeira pode ser interessante para o autor-tradutor (as obras em inglês já estão em domínio público, sendo assim creio, não há grandes restrições para elaboração e comercialização da tradução da obra).

 

Várias obras de Elizabeth Gaskell foram transformadas em minisséries, porém, é difícil encontrar suas obras em português

Outra autora explorada pela BBC, para a criação de minisséries, é Elizabeth Gaskell: "North & South", "Cranford", "Wives and Daughters". No entanto, em português, dos títulos citados, encontramos apenas a obra "Norte e Sul", disponível no mercado, nesse momento. Particularmente, acredito, por exemplo, que o mesmo público que consome Jane Austen, compraria as publicações de Elizabeth Gaskell.

Gaskell também foi a primeira biógrafa de Charlotte Bronte (autora de Jane Eyre) e esse trabalho também não está disponível na língua portuguesa.

Para quem interessar e decidir começar uma tradução por conta própria, tanto as obras originais de Dickens, em inglês, como as de Gaskell, estão disponíveis para visualização gratuita no Google Books, pois, creio que já estão enquadradas como obras de domínio público.

 

E-books independentes ou Blogs:
duas opções para quem quer mostrar seus trabalhos de tradução

Outra possiblidade, é publicar os capítulos das traduções realizadas, em um site ou blog, aos poucos. Lembrando que, originalmente, Dickens publicou sua obra em capítulos, que eram veiculados, semanalmente, nos periódicos da época e posteriormente, uniu os conteúdos em livros (creio que o mesmo aconteceu com Gaskell, porém, não tenho certeza). Caso o objetivo seja mostrar a qualidade de seu trabalho (tradução), em especial, daqueles que não possuem obras traduzidas em seu currículo, o site/blog poderia ser uma vitrine, uma opção para os que querem entrar para o mercado, mas, não possuem "experiência comprovada". Lembrando ainda, que é possível se registrar em sites como a Lomadee e quem sabe, até ganhar comissões com a publicidade do site-blog.

Atualmente, há uma série de TV sobre Harry Gordon Selfridge e sua loja de departamentos em Londres(Mr. Selfridge) e vários livros em inglês sobre o mesmo, inclusive, explorando em suas capas, a imagem do ator Jeremy Piven, que encarna o personagem principal, porém, nenhuma dessas publicações, dessas biografias, foram traduzidas para o português (esse seriado, está disponível na Netflix). Por que não aproveitar o sucesso do seriado e traduzir obras a respeito do personagem principal?

Muitos fãs de atores das séries e minisséries, compram os livros para discutir, saber mais sobre os personagens ou até mesmo, decidem ler a obra, por ser fã desse ou daquele ator; por exemplo, já vi discussões em redes sociais sobre o ator Matthew Macfadyen e vários comentários de fãs que leram obras que serviram de base para filmes com a participação do ator, como "Orgulho e Preconceito" (Jane Austen),"As aventuras de um coração humano" (William Boyd), entre outros.

Enfim, acredito que há espaço no mercado para livros relacionados à séries e minisséries: traduções das obras originais, biografias relacionadas aos personagens, entre outros. É claro, falo isso com base na minha própria experiência: fui procurar por Bleak House/Casa Soturna, pois, na época, o DVD importado estava muito caro (depois de ler o livro, acabei comprando, de tanto que gostei da história criada por Dickens); algo parecido aconteceu com As aventuras de um coração humano (William Boyd), Jane Eyre (Charlotte Bronte), Persuasão (Jane Austen), Orgulho e Preconceito (Jane Austen), O segundo suspiro (Phillipe Pozzo di Borgo) - esse último serviu de inspiração para o filme Os Intocáveis, mais engraçado e interessante que a obra original -, entre outros. Ainda estão na minha lista: conhecer melhor as obras Arthur Conan Doyle (Sherlock Holmes), Os três mosqueteiros (Alexandre Dumas), Guerra e Paz (Leon Tolstoi) e, quem sabe, apesar do trabalho de tradução não ser algo do meu interesse, fico me perguntando se tentar traduzir alguma das obras que mencionei não será uma boa forma de estudar inglês.

 

CHARLES DICKENS NO GOOGLE BOOKS

[e-books gratuitos]

 

Works of Charles Dickens: Bleak House
Volume 4 de Works of Charles Dickens

Charles Dickens
Editora Hurd
1872
Original de Universidade de Princeton

 

Works of Charles Dickens: Little Dorrit
Volume 16 de Works of Charles Dickens

Charles Dickens
Editora Hurd
1873
Original de Universidade de Princeton

 

OBRAS DE ELIZABETH GASKELL DISPONÍVEIS NO GOOGLE BOOKS

[e-books gratuitos]

 

The Life of Charlotte Bronté

 

North and South

Capa de 1867, de George du Maurier
FONTE: Wikipedia

 

Cranford

Miss Matty and her brother Peter from Cranford by Elizabeth Gaskell
Sybil Tawse (1900-1940)
FONTE: Wikipédia

 

Wives and Daughters

 

Retrato de
Elizabeth Gaskell

De William John Thomson
em 1832

FONTE: Wikipedia

 

CHARLES DICKENS
MINISSÉRIES BBC

 

 

 

 

 

ELIZABETH GASKELL
MINISSÉRIES NA BBC

 

 

 

 

home      moyarte      não-diário      contato