Texto e Fotografias de Mônica Yamagawa


centro de são paulo


história da arte


mundo digital


patrimônio cultural

FONTE DA IMAGEM: Correio Paulistano, Anno II, Número 352: 4 de janeiro de 1856.

 

FONTE DA IMAGEM: Correio Paulistano, Anno II, Número 354: 11 de janeiro de 1856.

 

 

CENTRO DE SÃO PAULO

TINTUREIRO N.J.FERARD

rua alegre, 33

atualizado em: 21 de fevereiro de 2017

 

home > centro de são paulo > TINTUREIRO N.J.V.FERARD

Em anúncio publicado no Correio Paulistano, no dia 2 de janeiro de 1856, o tintureiro N.J.V. Ferard, publicou aviso para seus clientes:

"N.J.V. Ferard
TINTUREIRO

PARTICIPA ás pessoas que tiverem obras em sua casa desde 1 a 2 annos, tenhão a bondade de procurarem n'estes dois mezes a contar d'esta data pelo contrario serão vendidas para cobrar-se do seu trabalho."

 

Esse anuncio foi re-publicado no Correio Paulistano do dia 4 de janeiro de 1856. Também nessa data, no mesmo jornal, o tintureiro francês publicou um anúncio adicional, com mais detalhes sobre os seus serviços:

"CASA PINTADA DE MUITAS CORES

33 Rua Alegre 33

N.J.FERARD,

TINTUREIRO FRANCEZ.

Com 11 annos de pratica, sendo 10 na Europa e 11 (?) no Rio de Janeiro, sciente de todos os processos antigos e modernos empregados na sua arte, segundo as melhores atê hoje conhecidos, tinge e lava com perfeição, todas as qualidades de sedas, lãs, algodão, linho, e as fazendas mescladas de seda e algodão, seda, lã e algodão, lãs e sedas, &c, seja em peças ou chales, vestidos, casacas sobre-casacas, calças, coletes, mantilhas, capas, ponches, palla, ardas, botinas, vêos, rendas; ornatos de Igreja, cochenilhos, marfim, &c., ou mesmo em meiadas, seja preto ou de qualquer cor, e conforme as amostras que se arpesentarem. - O mesmo lava, alveja e lustra, á franceza com o maior aceio os chales o vestidos de cahemira filó e chita, (estas sem offender as cores,) as meias de seda e os chapéos e com a pparencia de novo os gallões e bordados de ouro e praia velhos e denegridos: igualmente tinge as plimas e penachos. - Tira mofos das fazendas de lãs e seda; lava e tinge as luvas de pellica, de camurça e outras. - Faz tinta de escrever preta, roza, e encarnada. 9de encommenda.) - Enfim occupa-se de todo o concernente á sua arte, e obriga-se a satisfazer com promptidão as pessoas que o occuparem. As cores são fixas, e se faz reapparecer o chamalotado e as flores das fazendas de lãs e seda com o seu brilho primitivo. - Emfim com o lustro e preparo que o annunciante dá ás fazendas, ellas podem apparecer nos bailes ou em qualquer parte sem que o publico podem taxá-laas de tintas com o que muito podem economizar os Srs. paes de familias, e lucrarem os Srs. paes de familias, e lucrarem os Srs. negociantes que tiverem peças arruinadas - Tinge por peças razoaveis.

Tinge o cobre chapeos de mola.

O annunciante para prova de tudo quanto allega só deseja que o respeitável publico desta capital e provincia o occupe, pois está seguro de confirmar suas palavras pelo seu trabalho."

[Correio Paulistano, Anno II, Número 352: 4 de janeiro de 1856.]

Em outro anúncio, publicado em 11 de janeiro de 1856, parece que o texto foi corrigido: ao invés de 11 anos, foi impresso 21 anos (imagem do anúncio corrigido ao lado).

home      moyarte      não-diário      contato