Texto e Fotografias de Mônica Yamagawa


centro de são paulo


história da arte


mundo digital


patrimônio cultural

 

 

CENTRO DE SÃO PAULO

VENDEDEIRAS DE PEIXE

história do comércio do
centro de são paulo

atualizado em: 16 de novembro de 2016

 

home > centro de são paulo > VENDEDEIRAS DE PEIXE

Em "São Paulo Antigo 1554 a 1910", Antônio Egydio Martins descreveu as vendedeiras de peixe do século XIX:

"Até o ano de 1867, data em que foi inaugurado o Mercado da Rua 25 de Março, as vendedeiras de peixe, que residiam no Bairro do Pari em outros lugares próximos desta Cidade, vestidas de saias curtas e cobertas com um pequeno xale ou com uma baeta azul, descalças, postavam-se, para vender as cambadas de peixes e outras coisas que traziam na calçada da Igreja da Ordem Terceira do Carmo, do lado da rua do mesmo nome, custando, naquele tempo, cada cambada de peixe 6 vinténs e, pela Quaresma, o preço das mesmas elevavam-se a 12 vinténs."

[MARTINS, Antonio Egydio. São Paulo Antigo - 1554-1910. Coleção São Paulo: volume 4. São Paulo: Paz e Terra, 2003, p.120.]

O texto não menciona, porém, ao descrever como "descalças" é provável que as vendedeiras eram negras e ainda escravas.

home      moyarte      não-diário      contato