Moyarte. Mônica Yamagawa.
Mônica Yamagawa
Home: página inicialMoyarte: perfil no FacebookMoyarte: perfil no InstagramMoyarte: perfil no Twitter
contato@moyarte.com.br

Centro de São Paulo

Hotel da Providencia

rua do commercio, 10/13 (1856)

história do comércio do centro de são paulo

atualizado em: 23 de setembro de 2021

 

home > história do comércio > Hotel da Providencia

Em 1854, em um anúncio publicado no Correio Paulistano, os destaques do estabelecimento são os frutos do mar e a produção diária de empadas:

"HOTEL DA PROVIDENCIA

Os proprietarios deste estabelecimento avisam á seus freguezes, que têem continuadamente um sortimento de peixes, camorões e hostras. Haverá d'ora ávante, empadas todas as noites. As pessoas que quizerem para suas cazas será prudente avisarem uma hora antes."

[CORREIO PAULISTANO, n.8, 5 Jul. 1854, CORREIO PAULISTANO, n.10, 7 Jul. 1854.]

 

Em julho de 1854, uma nota de reclamação foi publicada no Correio Paulistano sobre os serviços do estabelecimento - assinada com o pseudônimo de "Sentinella":


[CORREIO PAULISTANO, n.13, 11 Jul. 1854.]

 

Em 1855, uma nota assinada por "Cornelio", no Correio Paulistano de 26 de outubro [Anno II, Número 332], acusava o Hotel da Providência de aumentar abusivamente o valor do cognac:

"Olho vivo!!!

A companhia olho vivo, de seguro contra peneira nos olhos, descobriu que o congnac é um dos remedio anti-colericos, sendo tomado com moderação; porém previne-se aos Srs. accionistas, e mais pessoas que não comprem no bilhar do hotel - Providencia, pois que este, com a nova descoberta, levantou o preço do calix a 200 rs. e consta-nos que a 240 rs. Ora vendendo-se a 80 rs. o calix já dá um lucro de cem por cento, pergunta-se agora custando uma garrafa 2$000 rs. a qual dá 40 cálix (dos que lá tem) e sendo cada um caliz vendido a 200 rs., quanto se rapa aos que tem peneira nos olhos?

Eu que sou accionista e que tenho olho vivo cahi, que dirá os que não forem da companhia!

Alerta rapasiada! ... O accionista

Cornelio"

[CORREIO PAULISTANO, n.332, 26 Out. 1855.]

 

Através de um anúncio publicado no dia 15 de julho de 1856, foi possível descobrir que o hotel explorava mão de obra escrava, ao procurar por um escravo "para todo o serviço do Hotel da Providencia".

Também em 1856, foi publicado um anúncio sobre as reformas feitas no estabelecimento (e, ao invés de Rua do Commercio 10, consta Rua do Commercio 13):

"HOTEL DA PROVIDENCIA

13 Rua do Commercio 13

Madame Felicia Lagarde tem a honra de participar ao publico e aos seus freguezes, que se achã terminados os concertos que mandou fazer no hotel acima, no qual encontrarão todos os dias a qualquer horas comidas do paiz do mais variado gosto e vinhos da melhor qualidade. Esperando pela modicidade dos preços grande concurrencia, ella não se poupará a exforços, afim de tornar sua cada digna das pessoas que a honrarem com a sua confiança.

No mesmo hotel ha salas particulares para familias, e quartor mobiliados á alugar. Tambem aprompta-se jantares e objectos de pastelaria para fóra a qualquer hora do dia.

Na mesma casa ha um deposito de charutos de havana que se venderá em porça e a varejo.

S.Paulo 25 de setembro de 1856"

[CORREIO PAULISTANO, n.457 (impresso incorretamente como 458), 27 Set. 1856.]

 

No Almanak Paulistano de 1857 (com dados baseados em 1856), consta que o Café e Hotel da Providencia, era de propriedade de Madame Felicia Lagarde e estava localizado na Rua do Commercio. A descrição adicional do estabelecimento mencionava que o estabelecimento possuia bilhares e oferecia hospedagem. Um outro detalhe sobre os serviços de hospedagem é que a partir desse período (década de 1850), segundo Sandra Trabucco Valenzuela, alguns estabelecimentos passaram a não exigir carta de apresentação, entre eles estava o Hotel da Providencia (antes, sem carta de apresentação, os viajantes não conseguiam hospedagem na cidade).

Em 1858, o Hotel Providencia não estava mais relacionado entre os estabelecimentos comerciais registrados no Almanak Administtrativo, Mercantil e Industrial da Provincia de S.Paulo de 1858.

 

Como citar essa página em seu artigo acadêmico:

YAMAGAWA, Mônica. Hotel da Providencia - História do Comércio do Centro de São Paulo. Moyarte, 23 Set. 2021. Disponível em: <http://www.moyarte.com.br/centro-de-sao-paulo/historia-do-comercio/indice-historia-comercio.html>. Acesso em: 23 Set. 2021.
(Em "Acesso em", indicar a data de consulta, data de acesso ao site).

 

 

referência bibliográficas

ALMANAK - ADMINISTRATIVO, MERCANTIL E INDUSTRIAL DA PROVÍNCIA DE S.PAULO PARA O ANNO DE 1857. Edição fac-similar. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado / Arquivo do Estado, 1983.

CORREIO PAULISTANO, n.8, 5 Jul. 1854.
CORREIO PAULISTANO, n.10, 7 Jul. 1854.
CORREIO PAULISTANO, n.13, 11 Jul. 1854.
CORREIO PAULISTANO, n.332, 26 Out. 1855.
CORREIO PAULISTANO, n.457 (impresso incorretamente como 458), 27 Set. 1856.

VALENZUELA, Sandra Trabucco. Imagens da hotelaria na cidade de São Paulo: panorama dos estabelecimentos até os anos 1980. São Paulo: Senac SP, 2013.

 

 

dicionário sobre o centro de são paulo

[clique nas letras para acessar a listagem de verbetes disponíveis]

 

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

 


história do centro de são paulo: cronologia

Informações sobre a história do Centro de São Paulo organizadas por séculos e divididas por décadas para facilitar a pesquisa.

[+] leia mais

história do comércio do centro de são paulo

Informações sobre estabelecimentos comerciais, bancários, educacionais e outros relacionados ao setor terciário, que existiram no Centro de São Paulo, assim como, estabelecimentos históricos que ainda funcionam na região.

[+] leia mais

dicionário online sobre o centro de são paulo

Verbetes sobre o Centro de São Paulo: moradores, estabelecimentos comerciais, edificações, entre outros.

[+] leia mais

história dos logradouros do centro de são paulo

Informações sobre os logradouros localizados no Centro de São Paulo, incluindo os que desapareceram com as alterações urbanas realizadas desde a fundação da cidade.

[+] leia mais

biblioteca online sobre o centro de são paulo

Indicações de livros, artigos, sites, vídeos sobre o Centro de São Paulo.

[+] leia mais

patrimônio cultural do centro de são paulo

Informações sobre bens tombados, legislação, tombamento do Iphan, Condephaat e Conpresp. Notícias sobre os bens tombados. Projetos de requalificação urbana e preservação do patrimônio cultural tombado.

[+] leia mais

home            sobre o moyarte            contato