Moyarte. Mônica Yamagawa.
Mônica Yamagawa
Home: página inicialMoyarte: perfil no FacebookMoyarte: perfil no InstagramMoyarte: perfil no Twitter
contato@moyarte.com.br

Centro de São Paulo

verbetes: letra G

dicionário online sobre o centro de são paulo

atualizado em: 7 de abril de 2021

 

home > dicionário > verbetes: letra G

 

Os verbetes sem descritivo, como exemplo "Matheus Ferraz Cantinho (? Coutinho)", possui página individual, clique sobre o verbete para acessar o conteúdo.

Os verbetes com descritivos, como o exemplo "MANOEL JOAQUIM DE VASCONCELLOS", por enquanto, não possui página individual, as informações disponíveis são as mencionadas nesta página.

 


letra FGletra H


 

Gabriel Henrique Pessoa

GABRIEL JOSÉ RODRIGUES DOS SANTOS: Em 1856, era suplente da Assembléia Provincial; Dr., lente substituto da Faculdade de Direito e morador do Largo da Sé.

Gabriel Pierre Jules Marmorat

GABRIEL PINHEIRO COSTA: Casado com Izabel Soares. É mencionado quando da execução de seu testamento: "O testamento de Isabel Soares, de 1629, dispõe que 'se dê ao ermitão de Guarepe uma esmola em panno de algodão', o que foi religiosamente cumprido, pois mais adiante vamos encontrar o seguinte recibo: 'Digo eu Manuel de Atouguia ermitão que sou de Nossa Senhora de Gueré que recebi do senhor Gabriel Pinheiro Costa duas patacas em dinheiro que me deu uma esmola que sua mulher Izabel Soares que Deus tem deixou em testamento me déssem em panno e elle como testamenteiro m'as deu por verdade lhe dei esta quitação para sua guarda hoje 10 de julho de seiscentos e trinta e um annos'. "[ARROYO, Leonardo. Igrejas de São Paulo: introdução ao estudo dos templos mais característicos de São Paulo nas suas relações com a crônica da cidade. Rio de Janeiro: José Olympio, 1954, p.28.]

GALRÃO, DOM FREI ANTONIO DE MADRE DE DEUS: 2o. Bispo de São Paulo, nomeado em 1750; sua entrada solene na cidade aconteceu no dia 18 de junho de 1751.

GALVEZ, Rafael (Raphael)

GAMA, André Corsino Pinto Chicorro da

GARCIA, BENEDICTO: Casou com Mathilde Catharina Planet, filha de Alexandre Planet e Catharina Planet, em 1 de junho de 1893, na Igreja da Consolação.

GARÇONNIÈRE DE OSWALD DE ANDRADE: O pesquisador José Roberto Walker, em suas pesquisas para um romance sobre Oswald de Andrade, descobriu o endereço da garçonnière de Oswald de Andrade: Rua Líbero Badaró, 452. Em um artigo de Maurício Meireles, para a Folha de S.Paulo (22 Dez. 2015), o autor menciona que uma placa poderá ser fixada no local, e a garçonnière, tombada como "patrimônio imaterial" de São Paulo: "O imóvel é um fato folclórico na história do modernismo. Era ali que Oswald encontrava sua amante, Miss Cyclone, mas também reunia outros intelectuais, como Monteiro Lobato e Menotti Del Picchia.O grupo de boêmios deixava rabiscos em um livro, que acabou publicado em 1987 com o título de 'O Perfeito Cozinheiro das Almas Deste Mundo' (Biblioteca Azul)."[MEIRELES, Maurício. "Secretário municipal de Cultura quer tombar garçonnière de Oswald". Folha de S.Paulo: 22 Dez. 2015.]

GARRAUX, Casa

GASPAR GODOY MOREIRA: Bandeirante, falecido em 1714. Em 1689, comprou a propriedade de Francisco Dias, onde hoje está a Casa da Imagem (Casa Número 1).

Gazometro / Gasometro, Rua do

GEORGE HUND: Imigrante alemão. Sua família, ao chegar ao Brasil (por volta de 1870), dedicou-se, inicialmente ao trabalho com fundição de ferro.

GERARD, MARCELLINO: Empresário que em 1856 estava cuidando do calçamento da Rua Direita: "CALÇADAS DA CIDADE. - O calçamento da rua Direita contratado pelo emprezario Sr. Marcellino Gerard vai progredindo convenientemente, e em breve estará concluido. Consta-se que o Sr. Marcellino Gerard tenciona apresentar uma proposta para o calçamento, pelo mesmo systema, de todas as ruas da capital, recebendo em pagamento prestações annuaes ou semestraes, em harmonia com as forças do nosso cofre provincial. parece que é este o meio mais vantajoso de possuir calçadas dignas deste nome. O emprezario tem proporções para esta consideravel empreza, e a fidelidade com que tem cumprido seus compromissos são a melhor garantia para a provincia." [Correio Paulistano: 2 de janeiro de 2856, p.3.]

GERMANO D'ANNECY: Frei francês e professor de matemática no Seminário Episcopal da Luz, iluminou a fachada da Câmara Municipal, em 1868, para comemorar a vitória do Brasil na Batalha da Passagem do Humaitá. Foi a primeira vez que cidade teve contato com eletricidade, como fonte de energia-iluminação.

Giusepper Verdi (escultura)

Giovanni Batista Líbero badaró

GLETTE, FREDERICO: Junto com Victor Nothmann, em 1879, comprou terrenos nas áreas das Chácaras das Palmeiras e Mauá, para desenvolver empreendimentos imobiliários, bairros que ficaram conhecidos como Campos Elíseos e Higienópolis.

Glória, Rua da

GODOI, JACINTO LEITE DE (CAPITÃO): Em 1827, morava na Rua do Carmo n.49.

GOMES, Andre da Silva (tenente)

GOMES, DOMINGOS ANTONIO: De acordo com uma anúncio publicado no O Farol Paulistano (número 78, de 2 de janeiro de 1828), em 1828, residia na Rua da Quitanda, n.8.

GOMES, MANUEL JOSÉ: Tenente-coronel, em 1809 comprou a propriedade onde hoje está localizada a Casa da Imagem (Casa Número 1).

GOMIDE, Francisco Gonçalves

GONÇALVES GOMIDE, FRANCISCO: Engenheiro. No livro "Espaços de saber e poder: instituições e seus agentes na perspectiva da história social" (autores: Cíntia Vieira Souto, Marcelo Vianna, Ana Paula Korndörfer, Thiago Aguiar de Moraes), de 2014, publicaram que Francisco Gonçalves Gomide foi aluno da segunda fase do Gabinete Topográfico, no ano de 1852 e membro do conselho de engenheiros chefes de seção de obras públcias da Provìncia de São Paulo; no ano de 1858 substituiu o engenheiro William Elliot na direção das obras da estrada que ia da capital para Santos. Mencionado na seção Expediente da Presidencia, referente a data de 21 de dezembro de 1855, (publicado no Correio Paulistano de 2 de janeiro de 1856): "Ao engenheiro Francisco Gonçalves Gomide. - Communico a Vmc., em resposta ao officio de hoje, que expedi ordem á thesouraria para pagar-lhe a quantia de 82$ rs. despendida na commissão, de que se achã encarregados os engenheiros Elliot e cameron, deduzidos os 200$ rs. que já recebeu por conta." No artigo do Arquivo Histórico Municipal Washington Luís, é mencionado no texto "Antônio Bernardo Quartim, 'arquiteto' ou 'engenheiro construtor'?": "(...) sabemos também que o engenheiro Porfírio de Lima, em 1861, e ainda o engenheiro Francisco Gonçalves Gomide, em novembro de 1862, realizaram obras no palácio (...)(...)Ofícios diversos da Capital. Ordem 919. Francisco Gonçalves Gomide solicita ao presidente da Província pagamento de despesas com o retelhamento do palácio do governo e com compra de tijolos para a obra. São Paulo, 15 de novembro de 1862."

GREFFE, Viúva

GREGÓRIO IGNACIO FERREIRA NOBRE: Sargento mór, em 1828, morava na Rua São Bento, n.77.

GRUPO ESCOLAR DO CARMO: Primeiro grupo escolar da cidade, inaugurado em 1894.

Guanabara, escultura de Alfredo Cheschiatti

Guanabara, escultura de João Batista Ferri.

Guarany, escultura de Luiz Brizzolara

GUARDA MUNICIPAL PERMANENTE: Criada em 1831, a Guarda Municipal Permanente, em 1837 passa a ser Corpo Policial Permanente e em 1947, torna-se Força Pública. Em 1970, passa a ser a Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Guilherme Kraeuter

GUILHERME SCHULTZ: Imigrante alemão, chegou ao Brasil por volta de 1870, juntamente com Augusto Hoff, comprou a chácara Mauá (1876) e depois a vendeu para Victor Nothmann e Frederico Glette(1879).

GUSTAVO HELMOLD: Professor de piano, que tambem consertava e afinava o instrumento, em 1854, na Rua da Santa Casa n.10.

GUSTAVO SCHAUMANN (OU GUSTAV SCHAUMANN): Imigrante alemão. Farmacêutico/Boticário. Ocupou o cargo de Cônsul do Império Germânico em São Paulo. Chegou em Santos em 1848 e, em São Paulo, em 1853. Em 1868, residia na Rua de São Bento, n.54.

GUSTAVO SYDOW: Filho de imigrante alemão (Henrique Sydow), tornou-se um dos maiores fundidores da cidade de São Paulo.

 


letra FGletra H


 

 

 

verbetes individuais

[clique nas letras para acessar a listagem de verbetes disponíveis]

 

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

 

 

história do centro de são paulo: cronologia

Informações sobre a história do Centro de São Paulo organizadas por séculos e divididas por décadas para facilitar a pesquisa.

[+] leia mais

história do comércio do centro de são paulo

Informações sobre estabelecimentos comerciais, bancários, educacionais e outros relacionados ao setor terciário, que existiram no Centro de São Paulo, assim como, estabelecimentos históricos que ainda funcionam na região.

[+] leia mais

dicionário online sobre o centro de são paulo

Verbetes sobre o Centro de São Paulo: moradores, estabelecimentos comerciais, edificações, entre outros.

[+] leia mais

história dos logradouros do centro de são paulo

Informações sobre os logradouros localizados no Centro de São Paulo, incluindo os que desapareceram com as alterações urbanas realizadas desde a fundação da cidade.

[+] leia mais

biblioteca online sobre o centro de são paulo

Indicações de livros, artigos, sites, vídeos sobre o Centro de São Paulo.

[+] leia mais

patrimônio cultural do centro de são paulo

Informações sobre bens tombados, legislação, tombamento do Iphan, Condephaat e Conpresp. Notícias sobre os bens tombados. Projetos de requalificação urbana e preservação do patrimônio cultural tombado.

[+] leia mais

home            sobre o moyarte            contato