Moyarte. Mônica Yamagawa.
Mônica Yamagawa
Home: página inicialMoyarte: perfil no FacebookMoyarte: perfil no InstagramMoyarte: perfil no Twitter
contato@moyarte.com.br

Centro de São Paulo

Oficina Oswald de Andrade

Antiga Escola Livre de Farmácia

rua três rios, 363

dicionário online sobre o centro de são paulo

atualizado em: 22 julho 2020

 

home > dicionário > Oficina Oswald de Andrade, antiga sede da Faculdade de Farmácia e Odontologia da USP

 

Imagem extraída do Google Maps e manipulada pelo aplicativo InstantPhotoSketch

 

Projetado pelo Escritório Rosa Marins e Fom, inaugurado em 1905. De influência neoclássica, segundo Gordinho (2010, p. 250), "é um dos último exemplares de construção do início da República".

A antiga Faculdade de Farmácia de São Paulo funcionava em um imóvel alugado na Rua Brigadeiro Tobias com a Ladeira de Santa Efigênia, com os novos cursos incluso na grade, o espaço tornou-se pequeno para o número de alunos e salas necessárias pela instituição, assim sendo, o Governo do Estado adquiriu o terreno que pertencia à Chácara Dulley e ergueu a edificação de "alvenaria de tijolos, com piso de assoalho no pavimento superior e cobertura em telha francesa" (CONDEPHAAT, s.d.).

No decorrer dos anos, a construção sofreu várias alterações, sendo a mais significativa, realizada na década de 1930, "quando a ala que circunda o pátio interno, atualmente coberto, foi acrescidao de mais um pavimento" (CONDEPHAAT, s.d.). A cobertura de vidro instalada para proteger o antes pátio aberto, ampliou o espaço útil para eventos e exposições.

Na década de 1980, a Escola de Farmácia deixou o edifíco e desde 1986, abriga a Oficina Cultural Oswald de Andrade (inicialmente batizada de Centro Cultural Três Rios). Inicialmente, após a restauração realizada na década de 1980, a ideia era transformar o local na sede da Orquestra Sinfônica de São Paulo, porém, percebeu-se que as dimensão da edificação não comportavam os músicos, assim, optou-se pela ocupação do local como centro cultural (KARA-JOSÉ, 2007, p. 64).

 


 

Dados do tombamento pelo CONPRESP - Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo

Resolução no . 05/91

Por decisão unânime dos Conselheiros presentes à reunião realizada aos cinco dias do mês de abril de 1991, o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo - CONPRESP, resolve, nos termos e para os fins da Lei no 10.032/85, com as alterações introduzidas pela Lei n o 10.236/86, tombar "ex-officio" os bens abaixo descriminados:

1) Obras do Pintor Benedito Calixto;
2) Igreja de Santo Antônio - Praça Patriarca, s/no - Centro;
3) Obras do Pintor José Ferraz de Almeida Júnior;
4) Obras de Arte de Victor Brecheret - Avenida Enéias de Carvalho de Aguiar, 255;
5) Solar da Marquesa de Santos - Rua Roberto Simonsen, 136 - Centro;
6) Igreja de São Gonçalo - Praça João Mendes, 108 - Centro;
7) Sino que anunciou a Independência do Brasil - Largo Padre Péricles - Perdizes;
8) Edifício do antigo Mercado Municipal de Santo Amaro - Praça Francisco Ferreira Lopes, s/no - Santo Amaro;
9) Sítio da Ressaca - Rua Arsênio Tavolieri, s/no ;
10) Quartel da Luz - Avenida Tiradentes, 440 - Luz;
11) Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte - Rua do Carmo, 202;
12) Casa do Sítio Tatuapé - Rua Guabiju, 65 - Tatuapé;
13) Igreja de São Miguel - Antiga Rio/São Paulo, km 24 - São Miguel Paulista;
14) Sítio Morrinhos - Rua Santo Anselmo, 102 - Santana;
15) Casa de Mário de Andrade - Rua Lopes Chaves, 546 - Barra Funda;
16) Parque da Independência - Ipiranga;
17) Largo da Memória - Rua Xavier de Toledo e Rua Quirino de Andrade - Centro;
18) Antigo Instituto de Educação Caetano de Campos - Praça da República, 54 - Centro;
19) Palácio dos Campos Elíseos - Avenida Rio Branco, 1289 - Campos Elíseos;
20) Vila Penteado - Rua Maranhão, 88 - Higienópolis;
21) Túmulo de Júlio Frank - Pátio interno da Faculdade de Direito da USP - Largo São Francisco - Centro;
22) Capela dos Aflitos - Rua dos Aflitos, 70 - Liberdade;
23) Colégio Porto Seguro - Praça Roosevelt 11, 129, 162, 172, 188, 190 e 226 - Consolação;
24) Mosteiro da Imaculada Conceição da Luz - Avenida Tiradentes, 676 - Luz;
25) Vila Economizadora - Rua São Caetano, Avenida do Estado, Linha da Estrada de Ferro da Rede Ferroviária Federal e Rua Cantareira - Luz;
26) Sobrado à Rua Florêncio de Abreu, 111;
27) Edifício da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - Avenida Dr. Arnaldo, 445 - Cerqueira. César;
28) Mausoléu do Soldado Constitucionalista - Parque Ibirapuera - Ibirapuera;
29) Edifício da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP - Cidade Universitária - Butantã;
30) Jardim da Luz - Perímetro compreendido ao longo das Ruas Prates, Ribeiro de Lima, Avenida Tiradentes e Praça da Luz;
31) Quartel do Segundo Batalhão de Guarda - Parque D. Pedro II - Rua Frederico Alvarenga, s/no - Centro;
32) Instituto Butantã - Avenida Vital Brasil, 1500 - Butantã;
33) Teatro Municipal - Praça Ramos de Azevedo;
34) Palácio da Justiça - Praça da Sé, 270- Centro;
35) Igreja de São Francisco de Assis da Venerável Ordem dos Frades Menores - Largo São Francisco, 133 - Centro;
36) Igreja de Chagas do Seraphico Pai São Francisco - Largo São Francisco, 173 - Centro;
37) Remanescentes da antiga Estação do Brás da "São Paulo Railway" - Praça. Agente Cícero, s/no - Brás;
38) Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos - Largo do Rosário, s/no - Penha;
39) Pinacoteca do Estado - Avenida Tiradentes, 141 - Luz;
40) Estação da Luz - Praça da Luz, s/no - Luz;
41) Acervo arquivístico da Antiga Hospedaria dos Imigrantes - Rua Visconde de Parnaíba, 1316 - Brás;
42) Edifício da Antiga Hospedaria dos Imigrantes - Rua Visconde de Parnaíba, 1316 - Brás;
43) Edifício do Antigo Palácio das Indústrias - Parque. D. Pedro II - Centro;
44) Sítio Mirim - Avenida Assis Ribeiro, s/no - Ermelino Matarazzo;
45) Acervo do Museu de Arte Contemporânea da USP - Parque. do Ibirapuera - Ibirapuera;
46) Sítio Santa Luzia - Rua Soror Angélica, 364 - Santana;
47) Parque Tenente Siqueira Campos - delimitado pela Avenida Paulista, Alameda Casa Branca, Alameda Jaú e Rua Peixoto Gomide;
48) Sede do Antigo Sítio Itaim - Rua Iguatemi, 9 - Itaim;
49) Museu de Arte de São Paulo - Avenida Paulista, 1578;
50) Igreja de São Cristóvão - Avenida. Tiradentes, 84 - esquina com a Rua 25 de Janeiro - Luz;
51) Antiga Sede da Faculdade de Farmácia e Odontologia da USP - Rua Três Rios, 363 - Bom Retiro;
52) Teatro Brasileiro de Comédia - Rua Major Diogo, 311/315 - Bela Vista;
53) Instituto Oscar Freire - Rua Teodoro Sampaio, 115 - Cerqueira César;
54) Casa do Bandeirante - Praça. Monteiro Lobato - Butantã;
55) Teatro Oficina - Rua Jaceguai, 520 - Bela Vista;
56) Imóvel da Rua São Bento, 189, 195 e 197;
57) Casa do Sertanista no Caxingui - Praça Paulo O* - Caxingui;
58) Imóvel a Av. Brig. Luiz Antônio, 826;
59) Casa do Sítio Piraquara e seus pertences *- Avenida Assis Ribeiro - Ermelino Matarazzo;
60) Sede do Antigo Sítio Capão - Avenida Regente Feijó, 1295 - Água Rasa;
61) Edifício do Teatro São Paulo - Rua Albuquerque Lins, 171 - Barra Funda;
62) Edifício Alexandre Mackenzie - Rua Xavier de Toledo, 23 - Centro;
63) Casa Modernista - Rua Santa Cruz, 325 - Vila Mariana;
64) Conj. de Edifícios do antigo Matadouro de Vila Mariana - Largo Senador Raul Cardoso, 133 e 207 e Rua Sena Madureira, 112 e 124 - Vila Mariana;
65) Antigo Grupo Escolar Rodrigues Alves - Avenida Paulista, 227;
66) Imóveis à Pirapitingui, 111, 141 e 159;
67) Monumento às Bandeiras - Praça. Armando Sales de Oliveira - Ibirapuera;
68) Edifício do Antigo Desinfetório Central - Rua Tenente Pena, 100 - Bom Retiro;
69) Imóvel na Avenida Paulista, 37;
70) Portal de Pedra, em forma de arco - Avenida Tiradentes, esquina com a Praça. Fernando Prestes - Luz;
71) Traçado Urbano, vegetação e linhas demarcatórias dos lotes dos Jardins América, Europa, Paulista e Paulistano - Jardins;
72) Edifícios, remanescentes do ramal ferroviário e duas locomotivas "Davenport", integrantes do complexo industrial S/A Ind. Reunidas Francisco Matarazzo - Avenida Francisco Matarazzo, 1096 - Água Branca;
73) Hospital e Maternidade Umberto I (ex-Matarazzo) - Alameda Rio Claro, 190 - Bela Vista;
74) Edifício Saldanha Marinho - Rua Líbero Badaró, 39 - Centro;
75) Parque da Aclimação e Áreas Verdes Adjacentes - Avenida Aclimação;
76) Edifício Teatral - Rua Brig. Machado, 71 - Brás;
77) Colégio Sion - Avenida Higienópolis, 901 - Higienópolis;
78) Casa de Vidro - Rua General Américo de Moura, 200 - Morumbi;
79) Imóvel com respectivas edificações localizado à Rua Guaianases, 1238 e 1282 - Campos Elíseos;
80) Conj. edificado e propriedade dos Dominicanos, compreendendo: antiga Casa de Chácara da Família Cardoso de Almeida; antigo Convento de Santo Alberto; Igreja Matriz de São Domingos e seus pertences e Jardim do Interior da propriedade - Rua Caiubi, 126 e 164, Rua Atibaia s/no - Perdizes;
81) E.E.P.S.G. - Padre Anchieta - Rua Visconde de Abaeté, 154 - Brás;
82) Edifício que abrigou a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP - Rua Maria Antônia, 294/310 - Consolação;
83) Coleção de Arte do Museu de Arte de São Paulo - Avenida Paulista, 1578;
84) Coleção de Arte Religiosa do Museu de Arte Sacra de São Paulo - Avenida Tiradentes, 676;
85) Coleção arqueológica, Etnográfica e Histórica do Museu Paulista da USP - Parque. da Independência s/no ;
86) Coleção Artística do Museu Paulista da USP - Parque da Independência, s/no ;
87) Casa da Rua Itápolis, 961;
88) Casa da Rua Bahia, 1126;
89) Igreja Ordem Terceira do Carmo.

Esta resolução deverá ser submetida à efetivação da Senhora Secretária, bem como homologada pela Senhora Prefeita, com posterior registro no livro próprio.

 


 

Registrado no CONDEPHAAT, através do Número do Processo: 22033/82, Livro do Tombo Histórico: inscrição nº 197, p. 48, 20/07/1982.

 

Resolução SC 60/82, de 15 de julho de 1982, publicado no DOE 16/07/1982.

O Secretário Extraordinário da Cultura, nos termos do artigo 1o do Decreto-Lei 149, de 15 de agosto de 1969, resolve:

Artigo 1o – Fica tombado como bem cultural de interesse histórico-arquitetônico edifício da Faculdade de Farmácia e Odontologia da USP, localizado à rua Três Rios, 363, nesta Capital, por ser um dos últimos exemplares de construção do início da república na cidade de São Paulo.

Artigo 2o - Fica o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado autorizado a inscrever no Livro do Tombo competente, o imóvel em referência, para os devidos e legais efeitos.

Artigo 3o – Esta Resolução entrará em vigor na data da sua publicação.

 


 

Posteriormente, a Resolução 52 de 02/06/2016 revogou a Resolução 60 de 15/07/1982.

 

Resolução SC 52, de 02-06-2016 ; publicada no DOE de 03/06/2016, pág. 46

Dispõe sobre revisão da resolução de tombamento da Escola de Farmácia e Odontologia, posterior Faculdade de Farmácia e Odontologia da USP, situada na Rua Três Rios, 363, nesta Capital

O Secretário da Cultura, nos termos do artigo 1º. do Decreto Lei 149, de 15-08-1969, e do Decreto Estadual 13.426, de 16-03- 1979, cujos artigos 134 a 149 permanecem em vigor por força do artigo 158 do Decreto 50.941 de 5 de julho de 2006, com exceção do artigo 137, cuja redação foi alterada pelo Decreto 48.137, de 7 de outubro de 2003, e considerando:

- As manifestações constantes do processo CONDEPHAAT 22033/1982, o qual foi apreciado pelo Colegiado do CONDEPHAAT em sessão ordinária de 16-03-2015, Ata 1783, cuja deliberação foi favorável à revisão do tombamento da antiga Escola de Farmácia e Odontologia da USP – atual Oficinas Culturais Oswald de Andrade, bem como aprovou a nova minuta de resolução de tombamento, incluindo a regulamentação da área envoltória, redefinindo-a;

- Que a fundação da Escola Livre de Pharmacia em 12-10- 1898, marca o início do ensino superior oficial da atividade farmacêutica em São Paulo. Posteriormente, em 1902, passa a denominar-se Escola de Pharmacia, Odontologia e Obstetrícia ao incorporar estas cadeiras em seu currículo. Instalou-se em1905 em imóvel situado na Rua Três Rios 363, Bairro do Bom Retiro, nesta Capital;

- Que no mesmo bairro, foi instalado o Desinfectório Central. Ambos fazem parte de política sanitarista, implementada no fim do século XIX, preocupada com o impacto das epidemias no meio urbano, juntamente com outros equipamentos construídos na mesma época;

- Que se trata de edifício eclético de forte influência neoclássica, projetado pela firma Rosa Martins e Fomm, sendo ponto de referência da renovação urbana da virada do século XIX para o XX e elemento característico do patrimônio ambiental urbano da Região da Luz;

- Que em 1932 passou a denominar-se Faculdade de Farmácia e Odontologia, sendo transferida sua propriedade para a Universidade de São Paulo em 1934. Sob a direção de Benedito Montenegro, passou por reforma administrativa e ampliação das edificações, que datam de 1937, quando o bloco que circunda o pátio interno ganhou um segundo pavimento, além da construção de novos blocos;

- Que em 1988 foi vendido para a Fazenda do Estado de São Paulo, possibilitando à Secretaria de Estado da Cultura instalar no local a Oficina Cultural Oswald de Andrade, ou Três Rios como ficou mais conhecida,

 

Resolve:

Artigo 1º – Fica tombado como bem cultural a área das instalações da antiga Faculdade de Farmácia e Odontologia da USP, situada na Rua Três Rios, 363, nesta Capital. Parágrafo Único. O tombamento incide sobre as edificações ali existentes e o lote formado pelas Ruas Três Rios, Lubavitch e Correia de Mello, conforme mapa:

Artigo 2º – As intervenções a serem realizadas no bem tombado deverão ser previamente analisadas pelo CONDEPHAAT e considerar a preservação dos elementos abaixo indicados:

I - Bloco 1 (Principal) – Fachada, volumetria, hall de entrada (incluindo escadas) e páteo interno;
II - Blocos 2, 3, e 5 – Fachada e volumetria;
III - Bloco 4 – Fachada, volumetria, pórtico de acesso e painéis de pastilha.

Artigo 3º – Para efeito deste tombamento, estabelece-se como área envoltória:

I - Polígono irregular a sudoeste do bem tombado, que se inicia na esquina da Rua da Graça com a Rua Lubavitch; segue pela Rua Lubavitch até a projeção do limite do lote do bem tombado; segue pelos limites do lote do bem tombado até a Rua Corrêa de Melo; segue pela Rua Corrêa de Melo até a esquina com a Rua da Graça; segue pela Rua da Graça até o ponto inicial, confirmando assim o polígono. Parágrafo Único. Para o polígono descrito no Art. 3º, item I, novas intervenções devem ter como altura máxima a altura do Bloco 4.

Artigo 4º – Fica o Conselho de defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo – CONDEPHAAT – autorizado a complementar a inscrição no respectivo Livro de Tombo para os devidos efeitos legais.

Artigo 5º – Constituem partes integrantes desta Resolução os seguintes mapas:

I - Mapa do Perímetro de Tombamento e Área Envoltória (Anexo I).

Artigo 6º – Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação, ficando revogada a Resolução SC-60, de 15-07-1982.

ANEXO I
MAPA DO PERÍMETRO DE TOMBAMENTO E ÁREA ENVOLTÓRIA ESCOLA DE FARMÁCIA E ODONTOLOGIA

 

 

referências bibliográficas

 

CANNABRAVA, Iatã, GORDINHO, Margarida Cintra. Patrimônio da metrópole paulistana. São Paulo: Terceiro Nome / Secretaria do Estado de Cultura, 2010.

GUIA FIQUE EM SÃO PAULO NO FIM DE SEMANA. São Paulo: Publifolha / AF Comunicações, 2001.

KARA-JOSÉ, Beatriz. Políticas culturais e negócios urbanos: a instrumentalização da cultura na revalorização do centro de São Paulo (1975-2000). São Paulo: Annablume / Fapesp, 2007.

OFICINA CULTURAL OSWALD DE ANDRADE. Condephaat, s.d. Disponível em: <http://condephaat.sp.gov.br/benstombados/oficina-cultural-oswald-de-andrade/>. Acesso em: 22 Jul. 2020.

PERRONE, Carlos. São Paulo por dentro: um guia panorâmico de arquitetura. São Paulo: Senac São Paulo, 2000.

 

 

verbetes individuais

[clique nas letras para acessar a listagem de verbetes disponíveis]

 

 

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

 

 

 




história do centro de são paulo: cronologia

Informações sobre a história do Centro de São Paulo organizadas por séculos e divididas por décadas para facilitar a pesquisa.

[+] leia mais

história do comércio do centro de são paulo

Informações sobre estabelecimentos comerciais, bancários, educacionais e outros relacionados ao setor terciário, que existiram no Centro de São Paulo, assim como, estabelecimentos históricos que ainda funcionam na região.

[+] leia mais

dicionário online sobre o centro de são paulo

Verbetes sobre o Centro de São Paulo: moradores, estabelecimentos comerciais, edificações, entre outros.

[+] leia mais

história dos logradouros do centro de são paulo

Informações sobre os logradouros localizados no Centro de São Paulo, incluindo os que desapareceram com as alterações urbanas realizadas desde a fundação da cidade.

[+] leia mais

biblioteca online sobre o centro de são paulo

Indicações de livros, artigos, sites, vídeos sobre o Centro de São Paulo.

[+] leia mais

patrimônio cultural do centro de são paulo

Informações sobre bens tombados, legislação, tombamento do Iphan, Condephaat e Conpresp. Notícias sobre os bens tombados. Projetos de requalificação urbana e preservação do patrimônio cultural tombado.

[+] leia mais

home            sobre o moyarte            contato