Moyarte. Mônica Yamagawa.
Mônica Yamagawa
Home: página inicialMoyarte: perfil no FacebookMoyarte: perfil no InstagramMoyarte: perfil no Twitter
contato@moyarte.com.br

Centro de São Paulo

século XVII: 1641 a 1650

história do centro de são paulo

atualizado em: 12 de janeiro de 2021

 

home > história > século XVII: 1641 a 1650

 

16401641 a 16501651

 

1641

3 de abril: Dom João VI é aclamado rei na Câmara da Vila de São Paulo ("camaristas" são os integrantes da Câmara Municipal):

"O povo junta-se aos camaristas e todos gritam, por três vezes, em uníssono: - Real, Real, Real ppor Dom João o quarto, rei de Portugal! São Paulo aceitava e aclamava a recuperação da independência portuguesa frente à Espanha."

[PORTA, Paula (org.). História da Cidade de São Paulo. São Paulo: Paz e Terra, 2004, p. 652.]

 

Chega e se estabalece em São Paulo, a Venerável Ordem Terceira de São Francisco da Penitência.

Uma série de homicídios dão início a guerra entre as Famílias Pires e Camargos (o acordo de paz ocorre somente em 1660).

Câmara Municipal: Francisco de Camargo (juiz), João Fernandes de Saavedra, João Martins de Heredia (vereador), Antonio de Barros da Silva, Paulo do Amaral, Geraldo da Silva (procurador).

 


1642

17 de maio: Proibição da saída de prata e metais precisos da Vila de São Paulo.

 

Francisco Leitão, em agosto, pensa em construir uma edificação no ponto central do Largo da Misericórdia, porém, não consegue autorização:

"(...) O qual procurador requereu que se avaliasen uns chãos de Francisco Joaão e se lhe pagasen pa. asin ficar a villa mais enobrecida e a praça della; e que ficase por asento que qualquer daquellas cazas da mesma carreira que cahir ou se derrubar, não se levanta mais (...) - Atas da Câmara Municipal de São Paulo"

[MARQUES, Gabriel. Ruas e tradições de São Paulo. Coleção História. São Paulo: Conselhor Estadual de Cultura, 1966, p.25.]

Câmara Municipal: Paulo do Amaral (juiz), Paulo Pereira de Avelar, Belchior de Borba (vereador), Diogo Barbosa Rego, Luís da Costa, Antonio Ribeiro Rocho (procurador), Simão Rodrigues Coelho.

 


1643

Câmara Municipal: Sebastião Fernando Camacho (juiz), Francisco Cubas, Pedro Domingues (vereador), Pedro da Silva, Jorge de Sousa Parado (procurador), Simão Rodrigues Coelho, João Rodrigues Preto.

 


1644

8 de junho: Determinado a criação da Casa de Moeda na Vila de São Paulo (que funcionou até 1654).

Câmara Municipal: João Raposo Bocarro (juiz), Brás Cardoso, João Paes - o velho (vereador), Luís Soares, Cosme da Silva (procurador).

 


1645

Câmara Municipal: Fernão de Godoi (juiz), Paulo do Amaral, Marcelino de Camargo, Manuel Lourenço de Andrade (vereador), Álvaro Rodrigues do Prado, Sebastião Fernandes Preto, Jorge se Sousa Aparado (procurador).

 


1646

Câmara Municipal: Paulo do Amaral (juiz), Paulo da Fonseca, Francisco Sotil (vereador), Antonio de Freitas, Salvador Tavares (procurador), Antonio Ribeiro Rocho.

 


1647

7 de outubro: Um alvará régio concede perdão a todos os envolvidos na expulsão dos jesuítas, com a condição de que o alvará somente terá validade após o retorno dos mesmos à Vila de São Paulo.

Câmara Municipal: Belchior de Borba (juiz), Antonio Ribeiro de Moraes, Rafael de Oliveira - o moço (vereador), Manuel Perez, MIguel de Almeida, Simão Rodrigues Coelho (procurador).

 


1648

Câmara Municipal: André Mendes Ribeiro (juiz), Luis da Costa, Luís Fernandes Bueno (vereador), Manuel Mourato Coelho, João Paes - o velho, Brás Cardoso, Simão Lopes Fernandes (procurador)>

 


1649

Câmara Municipal: Gregório José de Moraes (juiz), Antonio de Siqueira, Amaro Alvares Tenório (vereador), Domingos Teixeira Cid, Antonio de Caldas Telo, Leonel Furtado, João Pereira Temudo, Belchior Barreiros (procurador).

 


1650

Câmara Municipal: Amador Bueno - o moço (juiz), Miguel Rodrigues Garcia, Estevão Sanches e Pontes (vereador), Francisco de Barros Freire, Bernardo Sanches de Aguiar, Antonio Leitão Romão Freire, Antonio Rodrigues, Antonio Gonçalves Perdomo, Isidoro Pinto, SEbastião Fernandes Preto, Simão Lopes Fernandes (procurador), Geraldo da Silva, Simão Coelho.

 

 

16401641 a 16501651

 

 

referências bibliográficas

CADERNOS DE FOTOGRAFIA BRASILEIRA: SÃO PAULO 450 ANOS. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 2006.

MARQUES, Gabriel. Ruas e tradições de São Paulo. Coleção História. São Paulo: Conselhor Estadual de Cultura, 1966.

PORTA, Paula (org.). História da Cidade de São Paulo. São Paulo: Paz e Terra, 2004.

 

 

dicionário sobre o centro de são paulo

[clique nas letras para acessar a listagem de verbetes disponíveis]

 

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

 

história do centro de são paulo: cronologia

Informações sobre a história do Centro de São Paulo organizadas por séculos e divididas por décadas para facilitar a pesquisa.

[+] leia mais

história do comércio do centro de são paulo

Informações sobre estabelecimentos comerciais, bancários, educacionais e outros relacionados ao setor terciário, que existiram no Centro de São Paulo, assim como, estabelecimentos históricos que ainda funcionam na região.

[+] leia mais

dicionário online sobre o centro de são paulo

Verbetes sobre o Centro de São Paulo: moradores, estabelecimentos comerciais, edificações, entre outros.

[+] leia mais

história dos logradouros do centro de são paulo

Informações sobre os logradouros localizados no Centro de São Paulo, incluindo os que desapareceram com as alterações urbanas realizadas desde a fundação da cidade.

[+] leia mais

biblioteca online sobre o centro de são paulo

Indicações de livros, artigos, sites, vídeos sobre o Centro de São Paulo.

[+] leia mais

patrimônio cultural do centro de são paulo

Informações sobre bens tombados, legislação, tombamento do Iphan, Condephaat e Conpresp. Notícias sobre os bens tombados. Projetos de requalificação urbana e preservação do patrimônio cultural tombado.

[+] leia mais

home            sobre o moyarte            contato