Website de Mônica Yamagawa

HISTÓRIA DO

CENTRO DE SÃO PAULO

século XVIII: 1771 - 1780

atualizado em: 28 de agosto de 2017

 

home > centro de são paulo > 1771 - 1780

1770século XVIII: 1771 - 17801781

 

1771:

 

1774:

 

1775:

 

1778:

 

1770século XVIII: 1771 - 17801781

CENTRO DE SÃO PAULO







SÉCULO XXI

2001 - 2010

2011 - 2020

 

BIBLIOGRAFIA


Casamento e Família Em São Paulo Colonial

Alzira Lobo de Arruda Campos
Paz e Terra
2003

Com palavras de Álvaro Cardoso Gomes, 'Casamento e Família' mostra como um modelo utópico de casamento, moldado de acordo com os valores da metrópole e determinado pelo Estado e pela Igreja adaptou-se e modificou-se face às condições do mundo colonizado. Aponta os contrastes entre as determinações das elites, dos dominadores e o procedimento velado, dissimulado dos dominados; entre as regras, as convenções, os estatutos e as contravenções que apontam para o eterno conflito de classes e, ao mesmo tempo, dão a dimensão humana dos indivíduos submissos a um poder que, via de regra, procura ignorar essa mesma dimensão. Ao devassar o mundo do casamento, a autora habilmente põe a nu aquilo que constitui o descaminho, ou o mundo dos desvios, que serve de contraponto ao mundo ordeiro dos estatutos, elaborado pelos donos do poder. Ao investigar as fissuras da família/casamento, revela para o leitor o passado em seu aspecto mais vivo, pelo fato de chamar a atenção para o lado humano de 'personagens', entrevistas em situações ridículas, frágeis em suas dores, em seu abandono. Vêm à luz dramas que fariam a delícia de qualquer ficcionista...[+]

 


Os caminhos da riqueza dos paulistanos na primeira metade dos oitocentos

Maria Lucília Viveiros Araújo
Hucitec
2006

O livro trata da formação da capital de São Paulo. Em especial das estratégias de sobrevivências e ascensão social das primeiras gerações de paulistas com projeção 'nacional'. Busca compreender a origem do processo que levou a pequena vila da América portuguesa a tornar-se a maior metrópole da América do Sul. Discorre sobre o lento processo de acumulação de capitais - do mercado de abastecimento ao mercado atlântico - que precedeu o boom cafeeiro. Anallisa as implicações da alta concentração de bens em poucas famílias paulistanas desde o século XVIII, e compara esses dados com os índices recente. Isto é, o livro relata as histórias de vida dos antigos paulistanos e aponta a gênese da exclusão social...[+]

 


HISTORIA DE SAO PAULO COLONIAL

Maria Beatriz Nizza da Silva
Unesp
2009

Esta obra aborda aspectos da história da capitania de São Paulo, abrangendo seus primórdios, quando se chamava capitania de São Vicente e pertencia a donatários; o período mais complexo em que, depois de se denominar capitania de São Paulo e das Minas de Ouro, perdeu grande parte de seu território e passou a estar subordinada ao governo do Rio de Janeiro; e finalmente o período da restauração de sua autonomia até ser agitada pelo movimento constitucional... [+]

 

home      moyarte      não-diário      contato