Texto e Fotografias de Mônica Yamagawa


centro de são paulo


história da arte


mundo digital


patrimônio cultural

VERBETES

 

NICOLAU ALVES DA FONSECA

N.J.V. FERRARD

NÓBREGA, MANOEL DE

NOGUEIRA, DOM BERNARDO RODRIGUES

NOMES DAS RUAS

NOTHMANN, VICTOR

NOVA LUZ

NUMERAÇÃO DAS CASAS

 

 

CENTRO DE SÃO PAULO

DICIONÁRIO DO CENTRO DE

SÃO PAULO

letra N

atualizado em: 16 de junho de 2017

 

home > centro de são paulo > DICIONÁRIO DO CENTRO DE SÃO PAULO: LETRA N

letra M < letra N > letra O

 

NICOLAU ALVES DA FONSECA:

Conhecido como "Carranca", é mencionado quando das reformas da Igreja de São Gonçalo, em 1763:

"registrada na sessão da Câmara de 7 de maio desse ano. Com efeito, 'chamaram o alcaide do mesmo Senado Domingos de Cubas e lhe ordenaram que notifique e fosse notificar a Nicolau Alves da Fonseca chamado o Carranca... das obras que está fazendo na capella de São Gonçalo Garcia não continue com o alicerce que intentou fazer no outão de São Gonçalo para o meio da rua deixando-a enficoanada (sic) com prejuízo do bem comum pena de que continuando com o dito alicerce de ser condenado em seis mil reis e trinta dias de cadeia'. O Carranca, pelo visto andou querendo exagerar os limites do terreno da igreja, no que fooi advertido pela Câmara."

[ARROYO, Leonardo. Igrejas de São Paulo: introdução ao estudo dos templos mais característicos de São Paulo nas suas relações com a crônica da cidade. Rio de Janeiro: José Olympio, 1954, p.218.]

 

N.J.V. FERRARD:

Tintureiro. Segundo os anúncios do Correio Paulistano (1856), francês. Clique aqui para ver os anúncios e informações sobre seus serviços.

 

NÓBREGA, MANOEL DE:

Jesuíta. Subiu ao Planalto em 1553, e com a ajuda de João Ramalho e Tibiriça, escolheu o local para a construção do colégio e igreja da Companhia de Jesus. Morre em 18 de outubro de 1570, aos 58 anos, no Rio de Janeiro.

 

NOGUEIRA, DOM BERNARDO RODRIGUES:

1o. Bispo de São Paulo.

 

NOMES DAS RUAS:

10 de agosto de 1809: é determinado a numeração de todas as casas, identificação dos nomes das ruas (para facilitar a cobrança de impostos).

 

NOTHMANN, VICTOR:

Junto com Frederico Glette, em 1879, comprou terrenos nas áreas das Chácaras das Palmeiras e Mauá, para desenvolver empreendimentos imobiliários, bairros que ficaram conhecidos como Campos Elíseos e Higienópolis.

 

NOVA LUZ:

Artigos e Clipping sobre o projeto de reurbanização Nova Luz:

Clipping: TEIXEIRA, Regiane: Centro de São Paulo tem dezenas de prédios vazios; saiba mais.Folha de São Paulo: São Paulo, 22 Set. 2013.

Artigos para download gratuito:

Requalificação Urbana Sustentável: Avaliação de Áreas Subutilizadas da Região da Luz
Melissa Belato Fortes & Liza Maria de Souza Andrade
USP

O trabalho objetiva contribuir com estudos para uma futura requalificação sustentável das áreas subutilizadas na região da Luz, como um dos caminhos para diminuir a expansão urbana em áreas ambientalmente protegidas ou desprovidas de infra-estrutura. A pesquisa foi realizada por meio de autores que trabalhassem com os princípios de sustentabilidade e com o conceito de cidade compacta. Foram investigados os dados históricos de ocupação urbana; os dados do esvaziamento das áreas centrais e o Plano Diretor (Lei nº 13430, de 13 de setembro de 2002) que considera para a área: a reversão do esvaziamento populacional; a melhoria dos espaços públicos e do meio ambiente, entre outros. Também foram avaliadas as propostas da Associação Viva o Centro, como a requalificação do pólo Luz-Santa Ifigênia, que objetiva a reurbanização do Complexo Cultural Júlio Prestes, da estação da Luz e da avenida Cásper Líbero, e a implantação do sistema circular de bondes que possibilitaria o acesso rápido à região central. Foi feita a identificação e a avaliação dos locais subutilizados na região da Luz, sob a ótica de alguns princípios de sustentabilidade: adensamento urbano, requalificação urbana, recuperação do sentido de vizinhança e mobilidade sustentável. Foram apresentadas como recomendações: o adensamento, a requalificação dos espaços, os espaços de convívio, a criação de ciclovias e caminhos para pedestres... [+]

 

Programa de Requalificação Urbana Nova Luz - Plano Urbanístico
Prefeitura Municipal de São Paulo
EMURB - Empresa Municipal de Urbanização

O Plano Urbanístico detalhado nos mapas anexos, em consonância com os objetivos do Plano Diretor Estratégico, do Plano Regional da Sub-Prefeitura da Sé e da Operação Urbana Centro, tem por objetivo nortear um conjunto de ações combinadas de conservação e de renovação de espaços públicos e privados na área da Nova Luz, correspondente ao perímetro de abrangência da Lei de Incentivos Seletivos, Lei n.º 14.096, de 8 de dezembro de 2005...[+]

 

Luz, São Paulo: as condições e possibilidades de um projeto urbano
Pedro Manuel Rivaben de Sales
Vitruvius
2001

Campo, caminho, pouso. Chácaras… Horto, jardim botânico, passeio público – depois parque. Ermida, convento, igreja e seminário. Quartel, cadeia. Bulevar, avenida. Ferrovia, metrô: estações. Hotéis e pensões. Residência popular e cortiço: (pequena) indústria: pólo comercial. Escola, politécnica, colégio e liceu. Museus: arte sacra e pinacoteca. Sala de concertos e universidade de música… São estes alguns dos “temas” que distinguem a história do bairro da Luz, região central de São Paulo... [+]

 

NUMERAÇÃO DAS CASAS:

10 de agosto de 1809: é determinado a numeração de todas as casas, identificação dos nomes das ruas (para facilitar a cobrança de impostos).

 

letra M < letra N > letra O

 

home      moyarte      não-diário      contato