Moyarte. Mônica Yamagawa.
Mônica Yamagawa
Home: página inicialMoyarte: perfil no FacebookMoyarte: perfil no InstagramMoyarte: perfil no Twitter
contato@moyarte.com.br

Centro de São Paulo

século XVI: 1581 - 1590

história do centro de são paulo

atualizado em: 10 de janeiro de 2021

 

home > história > século XVI: 1581 - 1590

 

1580 1581 - 1590 1591

 

1581

Câmara Municipal: Manuel Ribeiro (juiz), Domingos Dias, Antonio Bicudo (vereador), Manuel Fernades - o moço, Salvador de Paiva (procurador).

 


1582

17 de fevereiro: a Câmara Municipal determinou que era ilegal possuir em casa, mesa de jogo, com pena de 1000 réis de multa para quem desobedecesse a lei.

 

Câmara Municipal: Antonio de Saavedra (juiz), Antonio de Proença, Salvador Pires (vereador), Jorge Moreira, Domingos Luís Girou (procurador).

 


1583

Segundo Leonardo Arroyo, Frei Diogo foi assassinado na área da Ermida da Luz (atual Mosteiro da Luz):

"nas imediações da ermida da Luz foi um franciscano assassinado por um militar espanhol. Era frei Diogo que pagou com a morte a insolência de apenas ter pedido uma esmola ao soldado. O frade exercia o ministério de capelão da esquadra de Diogo Flores Valdez, que tocara em São Vicente no seu regresso para Europa. Jaboatão fala na ermida da Luz e a data é de 1583!"

[ARROYO, Leonardo. Igrejas de São Paulo: introdução ao estudo dos templos mais característicos de São Paulo nas suas relações com a crônica da cidade. Rio de Janeiro: José Olympio, 1954, p.24-25.]

 

Leonardo Arroyo, acrecenta que o assassinato do frei foi um grande acontecimento na, então, vila, provavelmente, o primeiro ou um dos primeiros de grande repercussão entre os moradores. Em carta destinada para o Capitão Jerônimo Leitão (12 de novembro de 1583), os oficiais da Câmara descreviam o assassino como "ho coxo", e, para Arroyo, tal informação

"de certa forma revela o carater do militar, que deveria ser um ressentido por decorrência do seu aleijão, um homem de maus bofes que não pôde tolerar o pedido do frade humilde."

[ARROYO, Leonardo. Igrejas de São Paulo: introdução ao estudo dos templos mais característicos de São Paulo nas suas relações com a crônica da cidade. Rio de Janeiro: José Olympio, 1954, p.26.]

 

Câmara Municipal: Manuel Ribeiro (juiz), Salvador de Paiva, Baltasar Rodrigues (vereador), Paulo Rodrigues, Gaspar Nunes (procurador), Gonçalo Madeira.

E em 1583, segundo levantamento do produrador Álvaro Neto, a Vila teria pouco mais de cem habitantes.

 


1584

Início da construção de uma nova sede para a Câmara Municipal, dessa vez, com cobertura de telhas. De acordo com os registros nas atas, os integrantes de Câmara Municipal concluíram que a ruína do teto de palha ocorreu devido a má qualidade do serviço e condenaram os responsáveis a refazer e arcar com os custos do novo teto.

Câmara Muncipal: Antonio Bicudo (juiz), Francisco Pereira, Jorge Moreira (vereador), Antonio de Proneça, Álvaro Neto (procurador).

 


1585

Câmara Municipal: Antonio Preto (juiz), Diogo Teixeira de Carvalho, Sebastião Leme (vereador), Pero Alves (ou Álvares), Afonso Dias (procurador).

"Se em três anos seguidos a geada matara os canaviais, as roseiras esplediam. As paulistanas supriram as uchas com o açúcar rosado e perfumados das rosas variedade Alexandria."

[PORTA, Paula (org.). História da Cidade de São Paulo. São Paulo: Paz e Terra, 2004, p. 648.]

 


1586

Câmara Municipal: Fernão Dias (juiz), Baltasar Rodrigues, Jorge Moreira (vereador), Gonçalo Fernandes, Francisco Sanchez (procurador), Afonso Dias.

 


1587

Câmara Municipal: Afonso Sardinha (juiz), Antonio de Proença, Antonio de Saavedra (vereador), Manuel Fernandes, Afonso Dias (procurador).

 


1588

26 de agosto: criação da Paróquia de São Paulo.

 

Câmara Municipal: Pedro Alvez (juiz), João do Prado, Manuel Ribeiro, Fernão Dias (vereador), Sebastião Leme, Manuel Fernandes, Gonçalo Pires (procurador).

 


1589

Câmara Municipal: Manuel Ribeiro (juiz), Diogo Fernandes, Antonio de Saavedra, Jorge Moreira (vereador), Manuel Fernandes, Gonçalo Madeira (procurador).

 


1590

Câmara Municipal: Antonio de Saavedra (juiz), Fernão Dias, Antonio Preto, Afonso Sardinha (vereador), Sebastião Leme, João Maciel (procurador).

" 'Negro (queria dizer indígena) nem branco taga de noite fogo pela vila' (as coberturas das casas eram de sapé). Como os incêndios eram frequentes, caída a noite, a sineta do Colégio dava o toque de abafar (apagar os lampiões), depois do que 'ninguém se entenderá (conversará) de um vizinho para outro e fronteiro'. Isso queria uma ordenança da Câmara. Foi assim até 1600."

[PORTA, Paula (org.). História da Cidade de São Paulo. São Paulo: Paz e Terra, 2004, p. 648.]

 

 

1580 1581 - 1590 1591

 

 

referências bibliográficas

ARROYO, Leonardo. Igrejas de São Paulo: introdução ao estudo dos templos mais característicos de São Paulo nas suas relações com a crônica da cidade. Rio de Janeiro: José Olympio, 1954.

CADERNOS DE FOTOGRAFIA BRASILEIRA: SÃO PAULO 450 ANOS. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 2006.

PORTA, Paula (org.). História da Cidade de São Paulo. São Paulo: Paz e Terra, 2004.

 

 

dicionário sobre o centro de são paulo

[clique nas letras para acessar a listagem de verbetes disponíveis]

 

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z

 

história do centro de são paulo: cronologia

Informações sobre a história do Centro de São Paulo organizadas por séculos e divididas por décadas para facilitar a pesquisa.

[+] leia mais

história do comércio do centro de são paulo

Informações sobre estabelecimentos comerciais, bancários, educacionais e outros relacionados ao setor terciário, que existiram no Centro de São Paulo, assim como, estabelecimentos históricos que ainda funcionam na região.

[+] leia mais

dicionário online sobre o centro de são paulo

Verbetes sobre o Centro de São Paulo: moradores, estabelecimentos comerciais, edificações, entre outros.

[+] leia mais

história dos logradouros do centro de são paulo

Informações sobre os logradouros localizados no Centro de São Paulo, incluindo os que desapareceram com as alterações urbanas realizadas desde a fundação da cidade.

[+] leia mais

biblioteca online sobre o centro de são paulo

Indicações de livros, artigos, sites, vídeos sobre o Centro de São Paulo.

[+] leia mais

patrimônio cultural do centro de são paulo

Informações sobre bens tombados, legislação, tombamento do Iphan, Condephaat e Conpresp. Notícias sobre os bens tombados. Projetos de requalificação urbana e preservação do patrimônio cultural tombado.

[+] leia mais

home            sobre o moyarte            contato