Website de Mônica Yamagawa

HISTÓRIA DO

CENTRO DE SÃO PAULO

século XVI: 1581 - 1590

atualizado em: 28 de agosto de 2017

 

home > centro de são paulo > 1581 - 1590

1580 século XVI: 1581 - 1590 1591

 

1582:

 

1583:

Leonardo Arroyo, acrecenta que o assasinato do frei foi um grande acontecimento na, então, vila, provavelmente, o primeiro ou um dos primeiros de grande repercussão entre os moradores. Em carta destinada para o Capitão Jerônimo Leitão (12 de novembro de 1583), os oficiais da Câmara descreviam o assassino como "ho coxo", e, para Arroyo, tal informação

"de certa forma revela o carater do militar, que deveria ser um ressentido por decorrência do seu aleijão, um homem de maus bofes que não pôde tolerar o pedido do frade humilde."

[ARROYO, Leonardo. Igrejas de São Paulo: introdução ao estudo dos templos mais característicos de São Paulo nas suas relações com a crônica da cidade. Rio de Janeiro: José Olympio, 1954, p.26.]

 

1584:

 

1588:

 

1580 século XVI: 1581 - 1590 1591

CENTRO DE SÃO PAULO







SÉCULO XXI

2001 - 2010

2011 - 2020

 

BIBLIOGRAFIA


HISTÓRIA DA CIDADE DE SÃO PAULO
A CIDADE COLONIAL
1554-1822

Paula Porta
(organizadora)
Paz & Terra 
2004

A esta altura da história brasileira. que ninguém duvide: a Cidade de São Paulo é. sob qualquer ponto de vista. um fenômeno. Em 1872. quando o Brasil comemorava seu primeiro meio século como país independente. São Paulo era a 11ª cidade brasileira. Menor que Recife. Salvador e Rio de Janeiro. e também que Teresina. Em 1920. quando o Brasil já era República. São Paulo havia se transformado na segunda maior cidade do país. com seu meio milhão de habitantes. Maior só mesmo o Rio de Janeiro. capital federal. Mas a incipiente indústria estava concentrada em São Paulo. que oferecia aos olhos pasmos de seus visitantes e moradores os primeiros edifícios que subiam de maneira terrivelmente ousada rumo ao infinito. e mereciam. por isso mesmo. o nome de arranha-céu. Para tentar compreender - e explicar - essa história desta grande metrópole. esta obra está sendo editada em três volumes. Uma obra de longo fôlego e conteúdo profundo.

 


São Paulo Antigo 1554-1910

Antonio Egydio Martins
Paz e Terra
2003

Antonio Egydio Martins foi responsável pela organização do Arquivo do Estado de São Paulo por 30 anos, ao longo dos quais percorreu a documentação em busca dos pormenores da história paulistana. São Paulo Antigo era o título das crônicas que passou a publicar nas páginas do Diário Popular e que caíram no gosto do público, dando origem ao livro, publicado em dois volumes em 1911 e 1912. O livro permaneceu como fonte privilegiada para se conhecer o cotidiano da cidade, tratando de seus personagens, das festas, dos costumes, dos hábitos alimentares, dos governantes, dos jornais, das lojas... São Paulo Antigo é como um baú da história paulistana, ao qual se recorre em busca da informação miúda, do detalhe, da data, dos tipos da cidade, dos pormenores perdidos no rolar do tempo...[+] 

Edição usada disponível na
Estante Virtual

 


São Paulo nos primeiros anos (1554-1601)

Visconde de Taunay
Paz e Terra
2003

Este livro narra a vida precária e difícil que levaram os primeiros moradores da vila estabelecida no planalto, baseando-se no que ficou registrado nas Atas da Câmara Municipal. Da dificuldade de conservar o muro de taipa que protegia a vila à existência de corrente e cadeado a principal forma de comércio à dificuldade em se obter uma caixa com cadeado para guardar os papéis oficiais da Câmara, surge um quadro contundente da aventura enfrentada pelos primeiros colonizadores a se estabelecer no sertão do Brasil...[+]

 


home      moyarte      não-diário      contato